OPINIÃO

Ponto de vista

Por
· 3 min de leitura
Você prefere ouvir essa matéria?

O treinamento dos mesários que atuarão nas eleições municipais de novembro foi realizado em grande parte a distância, por meio do Portal de Educação do Tribunal Superior Eleitoral. Dos mais de 96 mil mesários do Rio Grande do Sul cerca de 30% são se apresentaram espontaneamente. Dentre os benefícios concedidos pela Justiça Eleitoral para os mesários estão previstos dois dias de folga para o dia trabalhado, e o mesmo em relação ao treinamento. A ajuda de custo para cada turno trabalhado será de R$ 35,00. Para os universitários o serviço poderá ser validado como horas complementares. Os voluntários que vierem a prestar concurso público, além da isenção na taxa de inscrição, o fato de ter trabalhado na eleição poderá ser utilizado como critério de desempate.

I I

Até a manhã do dia 1º de outubro haviam 19.165 pedidos de candidaturas a prefeito e vice-prefeito no Brasil, e 1.353 no RS. Para vereador o pedido de 511.295 candidaturas no Brasil, e 30.510 no Estado. Segundo as informações disponíveis, e que continuam sendo atualizadas a cada dia, 66,9% dos candidatos são homens e 33,1% mulheres. Pela classificação adotada pelo IBGE, a maioria dos candidatos são pardos (39,43%) e pretos (10,45%), e os demais registros de candidatos brancos (47,77%). De acordo com os dados do inicio desta semana, dentre os 32 partidos habilitados a apresentar candidatos, o MDB ponteava com 44.373 (8,13% do total), seguido pelo PSD com 39.117 (7,17%), PP 37.875 (6,94%), e PT com 31.088 candidatos (5,70%).

I I I

Pelos números atuais a proporção de candidatos a prefeito e vice-prefeito no RS é de 3,4 por vaga, e a de vereador 6,8. Nos seis municípios da 70ª Zona Eleitoral 15 candidatos a prefeito e a vice-prefeito estão inscritos, uma média de 2,5 por vaga. Para vereança o número de candidatos é de 231, uma média de 4,27. Das três chapas a majoritária no município de Getúlio Vargas o PP, MDB e PP se apresentam com candidatos a prefeito e vice; e para a Câmara o Cidadania com 3, MDB 14, PP 14, PRTB 3, PSDB 3, PT 6, PTB 6 e Republicanos 7. Em Estação o MDB, PSDB e PV com candidatos a prefeito e vice; e a vereadores o MDB com 9, PP 11, PSB 5, PSD 2, PSDB 8, PTB 3 e PV 5.

I V

No município de Erebango as chapas do Cidadania e MDB se apresentam com candidatos a prefeito e vice; para o legislativo o Cidadania inscreveu 14 candidatos, MDB 13, PCdoB 6, e o PP 6. Em Ipiranga do Sul uma chapa se apresenta com candidato a prefeito pelo PDT e a vice pelo MDB, e a outra com o PTB a prefeito e o PP a vice: a vereança MDB 9, PDT 4, PP 5, PTB 9. Em Sertão o PSB e o PDT formam uma chapa com candidato a prefeito e vice, o MDB com chapa pura, e de igual modo o PP; para a Câmara são 12 candidatos pelo MDB, 5 PDT, 11 PP e 9 PSB. E em Floriano Peixoto o MDB e o PP coligaram na majoritária, com candidato a prefeito e vice, o e PT com chapa pura; para o legislativo o MDB com 8 candidatos, PP 7, PT 11 e PTB 3.

Curtas:

# Na sessão ordinária de quinta-feira (01) da Câmara de Getúlio Vargas apenas um pedido de providência e dois projetos de lei do executivo.

# Um vereador, que não teve o nome divulgado no site da casa legislativa, sugere ao executivo a reconstrução do “pontilhão” que atravessa o rio Abaúna, ao lado da ponte, na Rua Alexandre Bramatti, em frente ao nª 851.

# É crível que o vereador se refira a uma “pinguela” que existiu no lugar e que foi, a pedido do Ministério Público, demolida há cerca de onze anos por falta de segurança.  

# Muito antes daquela, uma outra pinguela, dava passagem a pedestres nas imediações, mas sobre o Rio Paulo.

# Dos projetos de Lei do executivo, a que autoriza a contratação em caráter temporário e de excepcional interessa público a contratação de um motorista.

# E, a que incluiu parágrafo na Lei 5.633, de 31 de março de 2020, que reestrutura o Regime Próprio de Previdência Social dos Servidores Públicos Efetivos do Município.

# Uma boa atuação no poder executivo, notadamente na titularidade de uma secretaria, pode, na maioria das vezes, impulsionar a vida política.

# Dos 56 candidatos a uma das nove vagas da Câmara de Vereadores de Getúlio Vargas três integraram o primeiro escalão do atual governo de Soligo/Pasa.

# Secretário de Desenvolvimento Econômico nos dois governos do ex. prefeito Prezzotto (DEM) e parte do atual, Ademar José Rigon (PP) disputa pela primeira vez um cargo eletivo.

# O mesmo se dá com Sérgio Batista Oliveira de Lima (PTB), ex. titular da Secretaria de Obras da anterior e atual administração.  

# Vereador eleito na legislatura 2013 – 2016, e suplente nesta, Daniel Fernandes (PP) foi Secretário do Meio Ambiente da atual gestão e busca uma vaga no legislativo.

# No passado recente dois titulares da pasta da Saúde, um nos governos Dino Giaretta (PT), e outro no de Darci José Peruzzolo (PP), foram eleitos vereadores com grande número de votos.

# Na condição de vereador licenciado, Vilmar Antônio Soccol (PTB) foi titular da pasta das Obras na penúltima, e parte da última gestão, e em 2016 foi o mais votado, obtendo 7,70% dos válidos.

Dito & Feito:

A Famurs lançou uma campanha contra Fake News durante o período eleitoral como forma de combater a disseminação de notícias falsas 


Gostou? Compartilhe