Comando do CRPO Planalto é premiado por bons resultados

Prêmio Destaque Avante foi entregue durante reunião dos 16 comandos regionais para traçar estratégias contra o crime

Por
· 1 min de leitura
Foram premiados os comandos com melhores resultados no combate ao crime em 2016Foram premiados os comandos com melhores resultados no combate ao crime em 2016
Foram premiados os comandos com melhores resultados no combate ao crime em 2016
Você prefere ouvir essa matéria?

A Brigada Militar premiou, nesta quinta-feira (11), os comandos regionais com os melhores resultados no combate ao crime no estado em 2016. O Prêmio Destaque Avante foi entregue às unidades que obtiveram resultados satisfatórios na Operação Avante, ofensiva do governo do Estado, para reduzir os índices de criminalidade. Receberam a distinção os comandantes das regiões do Planalto, Vale do Rio dos Sinos e Porto Alegre durante o evento em Tramandaí.
O comandante do CRPO-Planalto, com sede em Passo Fundo, coronel Jair Euclésio Ely, dedicou a primeira colocação a todos os policiais. "Esse reconhecimento é resultado do trabalho incansável da valorosa gente brigadiana do Planalto Médio. Reparto o prêmio com todos os integrantes do CRPO Planalto", afirmou.
Para o comandante-geral da corporação, coronel Andreis Silvio Dal'Lago, a premiação gera uma competitividade benéfica para a segurança pública. "Trabalhamos com metas e ações definidas analisando os dados de produtividade para qualificação das metas. O propósito é reconhecer e motivar todos os envolvidos no projeto", avaliou. O encontro entre os 16 comandos regionais da BM ocorre mensalmente para discutir resultados e definir ações táticas e de estratégia.

Programa Avante

É baseado na metodologia de gerenciamento por diretrizes e trabalha com gestão de resultados, estabelecendo metas e estratégias para reduzir a criminalidade. A operação é fundamentada na análise criminal, inteligência e parceria com outras instituições, em especial no eixo Porto Alegre/Novo Hamburgo, onde se concentram 80% dos crimes de maior gravidade e impacto social.

Gostou? Compartilhe