PRF começa a utilizar novos etilômetros

Novo aparelho detecta o uso de álcool em aproximadamente 7 segundos e dispensa o contato com o condutor nos testes preliminares

Por
· 1 min de leitura
Você prefere ouvir essa matéria?

A Polícia Rodoviária Federal começou a utilizar nesta sexta-feira os novos aparelhos de etilômetros no estado. O aparelho detecta o uso de álcool em até sete segundo e dispensa o contato com o condutor. Foram adquiridos 22 novos aparelhos devido à Copa América. A previsão é de que os aparelhos também sejam distribuídos nas delegacias do Rio Grande do Sul.

 

Com o início da Operação Copa América 2019, na qual haverá considerável reforço de efetivo na região de fronteira e metropolitana do estado, a Polícia Rodoviária Federal começará a usar um novo aparelho de etilômetro (o popular bafômetro), que agilizará as fiscalizações de alcoolemia em relação ao modelo atual.


O novo aparelho apresenta dois modos de operação: passivo e ativo. No modo passivo, ele é capaz de detectar a presença de álcool apenas com a proximidade da boca, sem a necessidade de soprar o bafômetro. Caso o aparelho acuse positivo para a ingestão de bebida alcoólica, o condutor será então convidado a fazer o teste no modo ativo, quando então soprará utilizando um bocal descartável, nos moldes tradicionais já utilizados pela PRF. A utilização no modo passivo não gera punição, porém direciona o policial a realizar testes completos apenas com os condutores possivelmente embriagados.


Esse novo método gerará, além de economia ao erário com os bocais, uma celeridade no tempo dos testes e o aumento no número de pessoas fiscalizadas, uma vez que o tempo médio da fiscalização no modo passivo é até sete vezes mais rápido comparado ao ativo.

Gostou? Compartilhe