Operação mira crimes rurais em 36 municípios

Em Passo Fundo um mandado de busca e apreensão foi realizada no bairro Zachia; um policial morreu em Montenegro

Por
· 2 min de leitura
Durante a operação foram apreendidas armas e munições além do cumprimento de 11 prisõesDurante a operação foram apreendidas armas e munições além do cumprimento de 11 prisões
Durante a operação foram apreendidas armas e munições além do cumprimento de 11 prisões
Você prefere ouvir essa matéria?

A Delegacia de Polícia Especializada na Repressão aos Crimes Rurais e Abigeato (Decrab) de Bagé deflagrou na manhã desta terça-feira (16) uma Operação contra Crimes Rurais em todo o estado e cumpriu 60 mandados de busca e apreensão em 36 municípios. Em Passo Fundo, um mandado de busca e apreensão foi cumprido no bairro Zachia, por agentes da Delegacia de Polícia de Repressão às Ações Criminosas Organizada (Draco), mas não foi localizado nada. O policial civil Edler Gomes dos Santos, de 54 anos, também morreu durante a Operação, em Montenegro. Ele foi homenageado com “sirenaço” pelas polícias do estado no final da tarde de ontem.

 

As investigações começaram em janeiro deste ano e se concentraram em casos de furto abigeato (de animais), comércio ilegal de armas de fogo e munição, crimes ambientais e furto e roubo de propriedades rurais.

 

Durante a ação, 11 pessoas foram presas, sendo apreendidas 56 armas de fogo, milhares de munições, equipamentos para fabricação clandestina de munições, além de carne sem procedência. A ação desencadeada hoje é a primeira de um conjunto que visa o combate qualificado aos crimes no âmbito rural e objetiva a redução dos delitos dessa natureza.

 

Nesses sete meses, a  Delegacia de Polícia Especializada na Repressão aos Crimes Rurais e Abigeato (Decrab) de Bagé descobriu que o grupo se articulava por meio de grupos do whatsapp com cerca de 400 integrantes. Os agentes se infiltraram na rede e descobriram os crimes cometidos pela quadrilha, desencadeando a operação de ontem.

 

Os grupos eram denominados “Brique de Caçadores RS”, “Pelotão Java”, “Amigos da Serra”, e “Ensino Cães” e eram administrados por moradores de Caxias do Sul, São Vicente do Sul, Pinheiro Machado e Butiá.

 

Ao longo das investigações, no mês de maio deste ano, foram presos três integrantes destes grupos, pelos crimes de posse irregular de arma de fogo, posse ilegal de arma de fogo adulterada e caça ilegal de animal silvestre, nas cidades de Sananduva e David Canabarro.

A operação contou com o apoio operacional do Departamento de Polícia do Interior (DPI), de diversas Delegacias de Polícia Regionais do Interior e do Departamento de Polícia Metropolitana (DPM).

 

Policial baleado

 

O agente Edler Gomes dos Santos, de 54 anos, que morreu durante a operação, estava desde 2010 na Polícia Civil e atuava na Delegacia de Lavagem de Dinheiro do Departamento Estadual de Investigações do Narcotráfico (Denarc), em Bagé.

 

Ele foi baleado durante cumprimento de mandado de busca e apreensão em uma propriedade na área rural de Montenegro, no Vale do Caí. 

 

Em nota, a Secretaria de Segurança Pública do Estado do Rio Grande do Sul (SSP/RS) lamentou a morte:

 

“A SSP se solidariza com a dor dos familiares, policiais e amigos, pela perda irreparável, e não medira esforços para a responsabilização dos culpados. Em hora à bravura do escrivão Santos, que entregou a própria vida na missão de proteger a sociedade gaúcha, a SSP e suas instituições vinculadas seguirão firmes no combate a criminalidade”, diz trecho.

Em Passo Fundo, uma homenagem foi realizada às 17h em frente à Catedral, na Rua General Netto.

 

Gostou? Compartilhe