Conselho Tutelar emite nota sobre tentativa de rapto em Getúlio Vargas

Mãe afirma que três pessoas estiveram em sua casa na manhã desta quinta-feira (11) e tentaram forçá-la a entregar um filho

Por
· 1 min de leitura
Você prefere ouvir essa matéria?

A Polícia Civil de Getúlio Vargas vai investigar a uma tentativa de rapto de uma criança que aconteceu na manhã desta quinta-feira (11). Segundo a mãe da criança, em entrevista ao Portal Tchê, por volta das 7h35min, um homem e duas mulheres chegaram em sua residência, bem vestidos, querendo levar a criança. Conforme o relato da mãe, o homem se passava por policial e as mulheres por conselheiras tutelares. Eles alegaram que havia uma denúncia de maus tratos.

A mãe se negou a entregar a criança. No momento em que uma das mulheres tentou arrancar a criança do colo da mãe, ela começou a gritar por socorro e afirmou que chamaria a polícia. Com isso, as três pessoas foram embora.

Em nota, o Conselho Tutelar de Getúlio Vargas confirmou a tentativa de sequestro, e orientou a população quanto a identificação dos conselheiros. “Informamos que os Conselheiros Tutelares sempre fazem uso de crachás, identificados com o seu nome, cargo, número de matrícula, fotografia e o brasão do município. Nas visitas residenciais este órgão sempre utilizam-se de um veículo adesivado com o emblema deste Conselho Tutelar”.  

Gostou? Compartilhe