Polícia Federal desarticula grupo que produziu e distribuiu 6,7 milhões de reais em cédulas falsas

Organização criminosa é considerada uma das principais fabricantes de dinheiro falso no País

Por
· 1 min de leitura
A investigação apurou que a organização atua desde 2012 (Foto: Divulgação/Polícia Federal)A investigação apurou que a organização atua desde 2012 (Foto: Divulgação/Polícia Federal)
A investigação apurou que a organização atua desde 2012 (Foto: Divulgação/Polícia Federal)
Você prefere ouvir essa matéria?

A Polícia Federal deflagrou ontem (7) a Operação J029, para desarticular organização criminosa especializada na fabricação, comércio e distribuição de cédulas falsas, além da lavagem de dinheiro oriundo da prática criminosa.

Policiais federais cumpriram seis mandados de prisão e 18 de busca nos estados do Rio Grande do Sul e Santa Catarina. Também foram apreendidos veículos e executado o bloqueio de contas bancárias dos envolvidos.

A investigação apurou que a organização atua desde 2012. Nesse período, foram apreendidas 75 mil cédulas produzidas pelo grupo, totalizando 6,7 milhões de reais falsos colocados em circulação. Nos últimos anos, o grupo se utilizava da compra de mercadorias, principalmente celulares e eletrônicos, em plataformas de negociação de produtos usados, para repassar o dinheiro falso.

O líder da organização estava foragido desde 2016 e foi preso no final de julho pela Polícia Federal. Ele já havia sido condenado pela Justiça Federal pelo mesmo crime, após ser preso e indiciado pela PF. É considerado um dos principais falsificadores de moeda do Brasil.

Gostou? Compartilhe