Tassi assume a presidência da Câmara com promessa de inovar

Ato solene empossou os 21 vereadores eleitos em outubro do ano passado

Por
· 2 min de leitura
Você prefere ouvir essa matéria?

Num discurso de improviso e visivelmente emocionado, o vereador Márcio Tassi, PTB, assumiu na manhã de terça-feira a presidência da Câmara de Vereadores, anunciando que sua gestão será um marco, que vai administrar o Legislativo para todos os vereadores e que vai iniciar um processo de informatização das atividades parlamentares. No quarto mandato como vereador, Tassi encabeçou uma chapa que tem na sua maioria as bancadas de oposição (PDT, PT e PSB) à administração do prefeito Luciano Azevedo. A votação, que foi nominal, teve o voto contrário do vereador Patric Cavalcanti, DEM. 

Sentindo-se plenamente capacitado para presidir o Legislativo, Tassi relembrou que tem experiência para conduzir a Casa. No quarto mandato como vereador já foi secretário da Mesa Diretora, presidiu duas CPIs, presidiu comissões permanentes, esteve na oposição e também foi governo. Atuou com 21 vereadores e depois com 12 e considera que a retomado da representatividade no Parlamento é benéfico para a comunidade, para a democracia e para o debate político. “Sou o presidente de todos, independentemente de oposição e situação”, afirmou.

Tassi quer inovar durante os dois anos que estará na presidência. Pretende investir em tecnologia e acabar com a circulação de papel. Uma das primeiras medidas será instituir a agenda eletrônica para que os vereadores tenham acesso virtual a todos os processos no Legislativo, como o protocolo de proposições, andamento nas comissões e as matérias que estarão disponibilizadas para debate e votação em plenário. O novo presidente disse que reconhece as dificuldades orçamentárias, especialmente as do atual exercício, já que os recursos estão comprometidos com a ampliação da Câmara de Vereadores. No entanto, disse que fará o possível para iniciar o processo de transformação do legislativo.

O mais importante para Tassi será o de manter o bom nome do Legislativo. Ele lembrou que que a Câmara teve papel preponderante no processo de desenvolvimento do município, pois muitas vezes teve que votar às pressas projetos importantes para a comunidade, confiando plenamente no Executivo. Tassi prometeu ser a mesma pessoa durante o período de gestão na presidência da Câmara. “Vocês terão um presidente que irá defender muito o Parlamento. Peço a Deus que me ilumine para fazer mais e melhor”, finalizou.

Compromisso
A posse dos eleitos iniciou praticamente no horário e a sessão foi presidida pelo vereador Alberi Grando, PDT, o mais velho dentre os eleitos. A prestação de compromisso iniciou por Grando, seguindo-se o juramento dos outros vereadores, nominados pela vereadora Claudia Furlanetto que secretariou os trabalhos. Rito cumprido e às 10h28 o presidente declarou empossados os vereadores para a 16ª Legislatura.

Servir de modelo
Da tribuna Alberi Grando disse que agora eles estavam eleitos, diplomados e empossados. Lembrou que o número de vereadores aumentou de 12 para 21 e citou o refrão do Hino Rio-grandense, ‘sirvam nossas façanhas de modelo a toda terra’, para falar sobre a imagem dos políticos. Pediu que a Câmara de Vereadores sirva de exemplo, cumprindo a sua função sem interferir nos outros poderes. “O papel do vereador é de fiscalização e fazer leis. É isso. Só isso, mesmo que isso seja difícil de fazer. Só isso, mas é o bastante”, finalizou.

Tranquilidade
A sessão de posse dos vereadores transcorreu dentro da mais absoluta normalidade. Iniciou por volta de 10h10min e encerrou uma hora depois. Com o plenário completamente lotado, alguns convidados assistiram à sessão no saguão que antecede o plenário. Dentro as autoridades presentes, estiveram o deputado estadual Diogenes Basegio, PDT, e a juíza Elizandra Cericatto Villarroel, representado a Comarca de Passo Fundo. Também prestigiaram alguns secretários municipais da nova administração.

Confira a formação da mesa diretora:

Presidente da Câmara: Márcio Tassi (PTB)
Vice: Márcio Patussi (PDT)
1º secretário: Eduardo Peliciolli (PSB)
2º secretário: Rui Lorenzato (PT)
3º secretário: Marcos da Silva (PP)
4º secretário : Isamar da Silva (PT)

Gostou? Compartilhe