Comissão de Instalação da UFFS realiza primeira reunião

O vice-prefeito Juliano Roso e os demais integrantes da comitiva responsável trataram sobre as primeiras ações, com a intenção iniciar os trabalhos da universidade no segundo semestre de 2013

Por
· 2 min de leitura
Você prefere ouvir essa matéria?

Após a assinatura do contrato prévio para a locação do espaço do Seminário Nossa Senhora Aparecida, de propriedade da Mitra Arquidiocesana, onde funcionará as atividades do Universidade Federal da Fronteira Sul (UFFS), a Comissão de Instalação realizou um encontro para dar início às tratativas.

O reitor da UFFS, Jaime Giolo, destaca a importância de dinamizar os trabalhos para a instalação da campus como uma prioridade. “Tivemos a primeira reunião em 2013 com os novos representantes da nossa Comissão com o objetivo de acompanhar os passos para a implantação do campus. Conversamos sobre o espaço inicial destinado para ver o que ainda tem de ser feito e fizemos uma projeção das ações. Temos muito trabalho pela frente”, ressaltou.

Além da locação prévia, a Prefeitura Municipal destinará uma área de 20 hectares entre o Patronato e o IFSUL (Instituto Federal Sul-Rio-Grandense). O vice-prefeito, Juliano Roso, também integrante da Comissão, sugeriu que uma visita seja feita ao Departamento Aeroportuário (Dap), da Secretaria de Infraestrutura e Logística do Estado (SEINFRA), para avaliar se a área destinada comporta o projeto físico da UFFS. A medida é justificada pela proximidade do terreno com o Aeroporto. “É uma garantia para que no futuro não tenhamos problemas com a funcionalidade e estrutura da Universidade. Como a área é próxima ao aeroporto é bom nos certificarmos das proporções”, frisou o vice-prefeito.

Apoio
Cinco hospitais figuram como parceiros para a vinda da UFFS: O Hospital São Vicente de Paulo (HSVP), o Hospital da Cidade (HC), o Hospital Municipal Beneficente Dr. César Santos, o Hospital Cristo Redentor (HCR), de Marau, e o Grupo Hospitalar Conceição, de Porto Alegre.

Tratativas
Entre os assuntos discutidos, a UFFS disponibilizou o campus e o ginásio para o uso da Prefeitura, a fim de firmar uma parceria para eventuais necessidades. Além disso, a Universidade quer construir uma escola de tempo integral.
Por fim, criar um Centro de Saúde Escola é a principal idealização. Segundo, Alessandra Germani, coordenadora do Curso de Enfermagem da UFFS, um Centro de Saúde Escola é considerado como uma base comunitária para o Curso de Medicina, com o desenvolvimento em ensino, pesquisa, extensão e pós-graduação, todos voltados à saúde.
“Um Centro como este funciona para cuidar da saúde da família, oferecer visitas domiciliares e grupos educativos, entre outras ações. É um grande laboratório integrado à Rede de Atenção à Saúde par a contribuir com a qualificação dos alunos e profissionais”, explicou Alessandra, que ressaltou a existência de experiências bem-sucedidas em grandes universidades.

Comissão
Todos os sábados serão realizadas reuniões da Comissão de Instalação da UFFS. Em fevereiro, será publicada uma portaria para oficializar a Comissão. Participaram do encontro, além do vice-prefeito Juliano Roso, do reitor UFFS, Jaime Giolo, e da coordenadora do Curso de Enfermagem da UFFS, Alessandra Germani; a representante da Comissão de Elaboração do Projeto da UFFS, Vanderléia Pulga; o diretor do Hospital Municipal Beneficente Dr. César Santos, Fabiano Bolner; o representante do HSVP, Rudah Jorge; o representante do HC, Jairo Caovilla; o representante do deputado Marco Maia, Neri Gomes; e o vereador representante da Câmara de Vereadores, Alex Necker.

Gostou? Compartilhe