Urnas eletrônicas prontas para o segundo turno

Equipamentos começam a ser levados até os locais de votação às 7 horas deste sábado

Por
· 2 min de leitura
Você prefere ouvir essa matéria?

Às vésperas do segundo turno das eleições, nessa sexta-feira (26) o trabalho nos Cartórios Eleitorais do país centrou-se, principalmente, em realizar a inspeção final nas urnas eletrônicas que serão utilizadas no dia 28 de outubro. Em Paso Fundo, os equipamentos começam a chegar aos locais de votação às 7h deste sábado (27). Neste segundo turno, cerca de 146 mil eleitores passo-fundenses estão aptos a escolher o Presidente da República e o governador do Rio Grande do Sul.

 

De acordo com o chefe do Cartório Eleitoral de Passo Fundo, Renato Guadagnin, o trabalho principal de inspeção consistiu em verificar as teclas, o cartão de memória e a tela das urnas eletrônicas, conferindo questões como horário, data, sessão e zona eleitoral e atestando que estejam em perfeito funcionamento, antes de chegar à etapa de lacre das máquinas. Quanto ao uso da biometria, que causou algumas dificuldades e lentidão nas filas no primeiro turno, Guadagnin afirma que o procedimento segue o mesmo e o sistema será mantido. A expectativa é que, desta vez, os mesários estejam melhor orientados e a liberação da biometria seja mais ágil.

 

Ainda segundo ele, no município, apenas aproximadamente 40 mil eleitores têm o registro biométrico. “No primeiro turno tivemos alguns problemas que com o uso da biometria seriam resolvidos, como por exemplo a confusão na hora de digitar o número do título de eleitor, mas acredito que ainda precisaremos passar por mais duas eleições até que toda a população passo-fundense esteja biometrada”.

 

Reunião com administradores de prédios
Na tarde dessa sexta-feira, funcionários do Cartório Eleitoral realizaram também uma reunião no Ministério Público com a presença dos administradores/delegados de prédios convocados para as eleições deste ano. São eles os responsáveis por receber e guardar as urnas eletrônicas na véspera e no dia da eleição, além de acompanhar as atividades dos mesários e verificar o bom andamento da votação em todas as sessões do local onde exerce tal função.

 

A reunião teve como objetivo orientar e sanar dúvidas dos administradores sobre as funções a serem exercidas neste domingo. Conforme Renato Guadagnin, as recomendações são as mesmas do primeiro turno, realizado no dia 7 de outubro. No entanto, a fim de evitar a repetição de problemas já enfrentados anteriormente, o chefe do Cartório Eleitoral ressaltou que os administradores devem reforçar aos mesários algumas orientações, entre elas:


- Colar os cartazes disponibilizados pelo Cartório Eleitoral, que orientam sobre a não manifestação acerca de candidatos no local de votação e salientando que a promoção de desordem é crime;
- Pedir que o eleitor deixe seu celular em cima de uma mesa e não leve o aparelho junto até a cabine de votação;
- Oferecer lenço umedecido para que o eleitor seque as mãos, quando houver dificuldade na leitura da digital para biometria;
- Orientar o eleitor a apertar a tecla “confirma” somente depois de ver a foto do candidato escolhido;
- Utilizar uma régua para verificar o número do título de eleitor de cada cidadão, evitando assim erros de digitação.

Gostou? Compartilhe