Sessão da CPI precisou ser pausada depois de acirrar ânimos de senadores

Interrupção durou cerca de 15 minutos

Por
· 1 min de leitura
Foto: Agência SenadoFoto: Agência Senado
Foto: Agência Senado
Você prefere ouvir essa matéria?

Em meio às contestações dos senadores ao ex-ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, durante a CPI da Pandemia, os ânimos se acirraram, especialmente quando o presidente da CPI, Omar Aziz (PSD-AM) acusou governo de usar a população do Amazonas como cobaia, sendo contestado por Flávio Bolsonaro. A sessão precisou ser pausada para evitar mais embates.

O depoimento foi interrompido por cerca de 15 minutos e retomado neste momento, quando senadores retomaram as perguntas.

Gostou? Compartilhe