Parceria visa incentivar o empreendedorismo na região

Por
· 2 min de leitura
Parceria foi firmada entre a prefeitura e a UPFParceria foi firmada entre a prefeitura e a UPF
Parceria foi firmada entre a prefeitura e a UPF
Você prefere ouvir essa matéria?

A Prefeitura de Tapejara lançou, na quinta-feira, 1º de agosto, no Centro Cultural do município, o Programa Empreende Tapejara, que conta com a parceria da Universidade de Passo Fundo (UPF). O Programa visa fomentar o empreendedorismo inovador e de base tecnológica e estimular a criação e o fortalecimento de startups no município e na região. A iniciativa é uma realização da Prefeitura de Tapejara, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Industrial e Comercial e Agenda 2030, em parceria com a UPF e Sebrae. 

A assinatura entre os parceiros ocorreu durante o lançamento do Programa. A solenidade contou com a presença do prefeito de Tapejara, Vilmar Merotto, da reitora da UPF, Dra. Bernadete Maria Dalmolin, do vice-reitor de Pesquisa e Pós-Graduação, Dr. Antônio Thomé, do vice-reitor de Extensão e Assuntos Comunitários, Dr. Rogerio da Silva, e do presidente da Fundação Universidade de Passo Fundo (FUPF), Dr. Luiz Fernando Pereira Neto, além dos coordenadores do projeto em Tapejara, Giezi Schneider e Daniela Colet, do empresário Elias Sgarbossa, da Z2S, e da gestora de projeto do Sebrae, Ana Paula Stefanello. “Essa parceria faz parte do programa de descentralização do Parque Científico e Tecnológico UPF Planalto Médio (UPF Parque). É a primeira unidade a ser descentralizada e é uma parceria muito importante para a Universidade e também para o município de Tapejara para alavancar a questão do empreendedorismo”, enfatizou a reitora da UPF.

A Prefeitura disponibilizará infraestrutura básica (espaço de coworking, internet, energia, etc.), e a UPF, por meio da área de inovação, ligada à Vice-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação (VRPPG), coordenará a atração, a seleção e o desenvolvimento de projetos e empresas que participarão da pré-incubação e da incubação, nos moldes do que já é feito na incubadora de empresas localizadas no UPF Parque. “A Prefeitura propôs uma lei municipal que permitirá a alocação de recursos para viabilizar as ações e buscou a parceria da UPF para executar, em termos metodológicos, o processo de incubação de empresas”, explicou o coordenador da UPFTec.

A pré-incubação é destinada a pessoas físicas (empreendedores) que têm uma ideia ou projeto e precisam de apoio à tomada de decisão sobre criar ou não um novo empreendimento. Já a incubação é voltada para empresas jovens ou nascentes que precisam de apoio para se colocarem ou se fortalecerem no mercado. Em ambos os casos (empreendedores e empresas), os requisitos são a inovação e a base tecnológica. Atualmente, em Passo Fundo, o UPF Parque tem oito empresas incubadas e cinco projetos pré-incubados.

Incentivar startups na região, aproveitar o perfil empreendedor do município, atrair investimentos para a região e ampliar a qualidade de vida da população são alguns dos objetivos dessa parceria com o município de Tapejara. “Esse é um passo importante que a UPF está dando ao levar ações da área de inovação para outros municípios. Em breve, esperamos lançar novos projetos/iniciativas que já estão em construção em outros municípios da região”, destacou o coordenador da UPFTec.

Gostou? Compartilhe