Composteiras orgânicas são instaladas em escola de São José das Missões

A escola instalará em breve uma estufa para produção de hortaliças, legumes e frutas, para uso na alimentação escolar

Por
· 1 min de leitura
 Crédito:  Crédito:
Crédito:
Você prefere ouvir essa matéria?

A equipe do Escritório Municipal da Emater/RS-Ascar de São José das Missões desenvolveu um trabalho teórico-prático sobre saneamento básico. A atividade foi proposta pela professora Naiani Peruzzo e realizada com a turma do quinto ano da Escola Estadual de Ensino Médio Castro Alves e faz parte do projeto para a Feira do Conhecimento da escola, que tem como título “Sustentabilidade, reciclagem e coleta seletiva”.
Uma palestra destacando sobre a correta separação dos resíduos, a devolução de embalagens de agrotóxicos, a coleta seletiva, a reciclagem e a compostagem foi ministrada pela equipe da Emater/RS-Ascar, que também fez a instalação de um modelo de composteira doméstica próxima à horta da escola. Esse sistema de compostagem permite o descarte de resíduos orgânicos e a sua transformação em composto orgânico.

 

“O objetivo da atividade foi promover o conhecimento, bem como mostrar na prática um sistema sustentável, barato, eficiente e prático de compostagem. O sistema de compostagem demonstrado consiste no uso de bombonas plásticas onde são colocados restos de comida, cascas de frutas, folhas e demais resíduos orgânicos para serem decompostos (pela ação de minhocas e demais microrganismos) e gerarem húmus para utilização diversa. Este sistema é de fácil instalação em áreas urbanas e rurais e, por possuir vedação, não atrai vetores e não produz odores. É um eficiente método de compostagem orgânica”, explicou o engenheiro agrônomo da Emater/RS-Ascar, Mairo Piovesan.

 

A escola instalará em breve uma estufa para produção de hortaliças, legumes e frutas, para uso na alimentação escolar. Na horta, será utilizado o composto orgânico oriundo das composteiras como fertilizante orgânico. A Emater/RS-Ascar capacita as comunidades e as famílias para o descarte consciente dos resíduos, bem como para adoção do uso da compostagem como forma de reduzir o envio de resíduos orgânicos para os aterros sanitários, além de produzir insumos orgânicos de maneira sustentável para uso nas propriedades familiares.

Gostou? Compartilhe