Carazinho decreta toque de recolher após aumento de casos de Covid-19

Além do aumento de casos, a Prefeitura também informa que a capacidade de atendimento do Hospital de Caridade de Carazinho (HCC) chegou no limite

Por
· 1 min de leitura
A cidade chegou a 466 casos ativos da Covid-19 (Foto: Divulgação/ON)A cidade chegou a 466 casos ativos da Covid-19 (Foto: Divulgação/ON)
A cidade chegou a 466 casos ativos da Covid-19 (Foto: Divulgação/ON)
Você prefere ouvir essa matéria?

Carazinho decretou toque de recolher no município a partir desta sexta (14) até a próxima terça-feira (18). A medida ocorre após um "significativo aumento do número de casos de pessoas infectadas pela Covid-19", conforme a Prefeitura. A circulação de pessoas na cidade fica restrita entre 20h e 5h.

A cidade, com mais de 62,2 mil habitantes, registrou um aumento de 186 novos casos no boletim epidemiológico de quinta-feira (13), chegando a 466 casos ativos. "A medida foi necessária devido aos altos índices de propagação do vírus em Carazinho e a necessidade de um controle imediato nos casos de contágio, internações em decorrência do novo coronavírus", informa o município.

A Prefeitura também informa que a capacidade de atendimento do Hospital de Caridade de Carazinho (HCC) chegou no limite, com a UTI Covid-19 lotada. No fim da tarde de ontem, 19 pacientes estavam internados na UTI Covid-19 e 21 em leitos clínicos.

A cidade soma o total de 145 óbitos pela doença, ainda aguardam o resultado do exame 137 pessoas e 902 estão em isolamento.

Quem pode circular

A circulação neste período será permitida apenas para prestadores de serviços na área de saúde, segurança, assistência social, delivery de alimentos, funcionários de empresas públicas ou privadas que estejam trabalhando no período noturno, desde que comprovada a necessidade, urgência no deslocamento e portando identificação funcional.


Gostou? Compartilhe