Artrite reumatoide exige muita atenção

Sintomas aumentam com o frio e falta de tratamento pode ocasionar limitações

Por
· 3 min de leitura
Você prefere ouvir essa matéria?

A doença é a artrite reumatoide. Também conhecida como reumatismo, um termo popular, com ampla utilização em referência às doenças do sistema músculo-esquelético. Além desta expressão nem sempre adequada, a artrite reumatoide carrega uma imagem relacionada à idade e ao frio. Para esclarecer sobre o tema ouvimos a Dra. Thais Rohde Pavan, reumatologista no Hospital São Vicente de Passo Fundo. Ela explica que a Artrite Reumatoide (AR) é uma doença crônica, inflamatória, cuja principal característica é a inflamação das articulações (juntas). É uma doença autoimune, ou seja, é uma condição em que o sistema imunológico, que normalmente defende o nosso corpo de infecções (vírus e bactérias), passa a atacar o próprio organismo (no caso, o tecido que envolve as articulações, conhecido como sinóvia). Quando ocorre a inflamação persistente das articulações, se não tratada de forma adequada, pode levar à destruição das juntas, o que ocasiona deformidades e limitações para o trabalho e para as atividades da vida diária.

Fato ou mito?

A artrite reumatoide é uma doença de velho? Mito, a artrite reumatóide (um tipo de reumatismo) acomete cerca de 1% da população. Qualquer pessoa, desde crianças até idosos, pode desenvolver a doença. A artrite reumatoide pode iniciar com apenas uma ou poucas articulações inchadas, quentes e dolorosas (artrite ou sinovite), geralmente acompanhada de rigidez para movimentá-las, principalmente pela manhã, e que pode durar horas até melhorar.

Artrite x frio

O inverno não provoca a doença. Mas as pessoas com artrite sofrem mais em dias frios. Osestudos médicos dizem que a artrite reumatoide não é uma doença sazonal, ou seja, ela não é uma doença influenciada pelo frio. Mas a nossa evidência diz que os dias frios, potencializam as dores articulares, aumentam a rigidez, ampliam a dificuldade de mobilidade das articulações, e tornam as manhãs complicadas, mesmo para os momentos em que a doença está controlada.

Medicação 

Trata-se de uma doença autoimune infamatória crônica. Assim, uma vez diagnosticada a doença, deve-se fazer o acompanhamento continuado com o reumatologista. Os medicamentos que controlam a doença são os que regulam essa autoimunidade exagerada, diminuindo a infamação e suas consequências para as juntas e outros órgãos, os imunossupressores. Todos os medicamentos para o tratamento da AR são disponilizados pelo SUS, alguns mediante o preenchimento pelo reumatologista dos campos do Laudo para Solicitaça??o, Avaliaça??o e Autorizaça??o de Medicamentos do CEAF (LME).

Controlando a doença

Não existe nada conhecido que faça desaparecer ou evitar a doença, mas a artrite reumatoide pode ser bem controlada e ter seus sintomas resolvidos quando se atinge a remissão da doença. Remissão é uma fase em que a doença deixa de estar ativa, com desaparecimento da dor e do inchaço das juntas e com a normalização dos exames de laboratório, como se a pessoa estivesse curada. Lembro, também, que modificações da dieta não interferem na evolução da artrite reumatoide. No entanto, é recomendável uma dieta equilibrada e rica em cálcio (por exemplo, leite e derivados) pelo risco aumentado de osteoporose que os pacientes com a artrite reumatoide têm.

Cuidados com o frio

- Use torneiras com água quente, principalmente na pia da cozinha e do banheiro

- Vede as janelas para não entrar aqueles ventos gelados

- Use luvas e meias de lã: mantenha suas extremidades aquecidas, isso evita  a dor e o fenômeno de Raynaud (pontas dos dedos frias, geladas e escurecidas, às vezes presente na artrite  reumatoide)

- Inverno lembra roupas pesadas: drible o peso de grandes casacos, compre roupas térmicas,  existem várias calças, blusas e camisetas de mangas longas que têm preços acessíveis.

- Vacine-se contra a gripe e pneumonia: nosso risco de adquirir infecções aumenta, mas  estudos comprovam que a vacina da gripe e pneumonia garante proteção com segurança

- Programe-se: se possível agende os seus compromissos para o início da tarde, evitando atividades na parte da manhã, principalmente nos primeiros horários

Gostou? Compartilhe