Doação de sangue salva vidas

Por
· 2 min de leitura
A doação é um ato voluntário e fundamental para garantir a disponibilização de componentes sanguíneos para os pacientes que necessitam de transfusão (Foto: Divulgação)A doação é um ato voluntário e fundamental para garantir a disponibilização de componentes sanguíneos para os pacientes que necessitam de transfusão (Foto: Divulgação)
A doação é um ato voluntário e fundamental para garantir a disponibilização de componentes sanguíneos para os pacientes que necessitam de transfusão (Foto: Divulgação)
Você prefere ouvir essa matéria?

A doação de sangue pode salvar vidas. O sangue é insubstituível e essencial para preservar a vida humana. A doação é um ato voluntário e fundamental para garantir a disponibilização de componentes sanguíneos para os pacientes que necessitam de transfusão, como vítimas de acidentes, pacientes clínicos ou cirúrgicos. Toda pessoa em boas condições de saúde pode doar sangue sem qualquer risco ou prejuízo à sua saúde. Em tempos de pandemia, a preocupação com os níveis dos estoques de sangue e de hemoderivados também preocupa. Para incentivar a doação e informar sobre o tema, acadêmicos* do nono nível do Estágio Curricular do curso de Enfermagem da Universidade de Passo Fundo (UPF), orientados pelas professoras Me. Daniela Ramos Oliveira e Dra. Thais Dresch Eberhardt, elencaram alguns tópicos importantes sobre o tema. Confira abaixo!


Quem pode doar sangue?

Pessoas com idade entre 16 e 69 anos (menores de 18 anos somente com autorização dos pais), possuir documento com foto, pesar acima de 50 kg, não estar em jejum, estar em boas condições de saúde e possuir práticas alimentares saudáveis.


Quem não pode doar sangue?

Não pode ser doador quem teve diagnóstico de hepatite após os 11 anos de idade, mulheres grávidas ou que estejam amamentando (até um ano de idade), pessoas que estão expostas a doenças transmissíveis pelo sangue (como por exemplo AIDS, hepatite, sífilis e doenças de chagas), usuários de drogas e aqueles que tiveram relacionamento sexual com múltiplos parceiros nos últimos 12 meses.


Como é realizado o procedimento de coleta de sangue?

Primeiramente, é feito um cadastro com os dados pessoais de cada possível doador, após é realizada uma triagem clínica, onde são feitas algumas perguntas ao doador, como seu estado de saúde, seus hábitos diários e outras questões. A terceira etapa é a coleta que dura em torno de 15 minutos e é feita com material totalmente estéril e descartável. Após a doação, o doador recebe um lanche e só é liberado se estiver em condições plenas de saúde.


Que tipo de intercorrência poderá acontecer com o doador e que medidas são adotadas pelo serviço?

As reações adversas são raras, podendo acontecer tontura, queda de pressão e desmaio. O doador sempre é acompanhado por uma equipe especializada, recebe orientações para evitar esforços físicos naquele dia e ingerir líquidos.


Quando ocorre o Dia Mundial da Doação de Sangue?

O Dia Mundial da Doação de Sangue é comemorado no dia 14 de junho. O principal objetivo dessa data é homenagear todos os doadores e conscientizar as pessoas sobre a importância desse ato, que é responsável por salvar a vida de milhares de pessoas. A data foi criada por iniciativa da Organização Mundial da Saúde (OMS) em 2014 e o dia foi escolhido como uma homenagem ao nascimento de Karl Landsteiner, um imunologista austríaco que descobriu o fator Rh e várias diferenças entre os diversos tipos sanguíneos.


Onde eu posso doar sangue em Passo Fundo?

No Hemocentro Regional de Passo Fundo, localizado na Avenida Sete de Setembro, 1055, de segunda a sexta-feira, das 8h às 14h30min, sob agendamento prévio. Informações pelos telefones (54) 3311-5555 ou (54) 3311-1427. Além do Hemocentro, as doações podem ser feitas no Serviço de Hemoterapia do Hospital São Vicente de Paulo, na Rua 15 de Novembro, 485, 5º Andar, de segunda a sexta-feira, das 8h às 13h, sem fechar ao meio-dia. Informações pelo número (54) 3316-4087.


*Este conteúdo contou com a colaboração dos acadêmicos Alex da Silva, Ariane Lazzaretti, Bruna Copetti, Gisiane Bonora, Milene Longo, Nayara Rios e Willian Oliveira.


Gostou? Compartilhe