Estado distribui hoje vacinas Astrazeneca e Coronavac para segunda dose

Com essa distribuição, o Rio Grande do Sul terá enviado aos municípios 82% das segundas doses de Astrazeneca

Por
· 1 min de leitura
A secretária adjunta da Saúde, Ana Costa, ressalta a importância de a população voltar aos postos de saúde para receber a segunda dose (Foto: Divulgação)A secretária adjunta da Saúde, Ana Costa, ressalta a importância de a população voltar aos postos de saúde para receber a segunda dose (Foto: Divulgação)
A secretária adjunta da Saúde, Ana Costa, ressalta a importância de a população voltar aos postos de saúde para receber a segunda dose (Foto: Divulgação)
Você prefere ouvir essa matéria?

O governo do Estado distribuirá às 18 Coordenadorias Regionais de Saúde (CRSs), na sexta-feira (17), as 121.250 doses de vacinas contra a Covid-19 da Astrazeneca que chegam ao Estado nesta quinta-feira (16/9). Também serão entregues doses de Coronavac reservadas na Central Estadual de Armazenamento e Distribuição de Imunobiológicos (Ceadi), todas destinadas à segunda aplicação (D2) no tempo oportuno de quem já recebeu a primeira dose (D1).

Com essa distribuição, o Rio Grande do Sul terá enviado aos municípios 82% das segundas doses de Astrazeneca referentes à remessa cujo intervalo da data de distribuição completará 12 semanas no dia 23 deste mês.

As 191.880 doses de Pfizer recebidas na tarde desta quinta-feira (16/9) não deverão ser distribuídas às CRSs de imediato, para que se mantenham mais tempo congeladas na Ceadi. “Os municípios ainda têm doses de Pfizer em estoque. Vamos entregá-las na próxima semana para diminuir o risco de perda de vacinas”, justificou a chefe da Divisão de Vigilância Epidemiológica do Centro Estadual de Vigilância em Saúde (Cevs), Tani Ranieri.

A secretária adjunta da Saúde, Ana Costa, ressalta a importância de a população voltar aos postos de saúde para receber a segunda dose da vacina contra a Covid-19: “A imunização só fica completa e atinge os níveis adequados de proteção após a aplicação da segunda dose, no caso das vacinas Astrazeneca, Pfizer e Coronavac”.


Gostou? Compartilhe