Avenida preparada para o Carnaval de Rua

Sedec estima mais de 20 mil pessoas prestigiando as sete escolas que irão desfilar

Por
· 4 min de leitura
Você prefere ouvir essa matéria?

Um público de aproximadamente 20 mil pessoas é esperado para o Carnaval de Rua, hoje à noite, na Avenida Sete de Setembro. A estrutura montada na passarela do samba (arquibancadas, extintores, som e luz) foi vistoriada pelo Corpo de Bombeiros ontem à tarde e liberada. A abertura do desfile está marcada para às 20h30, com a corte do carnaval. Logo em seguida, será a vez do bloco Visconde do Rio Branco, com o tema ‘Cassino da Maroca”. Este ano, serão sete escolas, três no grupo A, e outras quatro no grupo especial. A grande campeã do carnaval 2013 será conhecida no domingo. A apuração está marcada para às 15h, no teatro Múcio de Castro.

Segurança
Os Bombeiros inspecionaram o local para garantir segurança ao público. O trabalho foi realizado pelo sargento Denilson Zanfir, acompanhado do secretário municipal de segurança, Gilmar Lopes. O militar verificou as condições das arquibancadas, extintores, som e iluminação.  “Constatamos que a estrutura está de acordo com o laudo técnico emitido” explicou. Após análise, Zanfir assinou o alvará de prevenção e proteção contra incêndio, liberando o local.

Público
A Sedec espera um público aproximado de 20 mil pessoas para hoje à noite. A capacidade das arquibancadas é de seis mil.

Jurados  
A avaliação das escolas será feita por um grupo de 16 jurados trazidos da Associação dos Jurados de Carnaval e Eventos Populares do Rio Grande do Sul, com sede em Porto Alegre. São dois jurados para cada um dos oito quesitos.

Serviço
Ingressos
Os ingressos para as arquibancadas podem ser adquiridos a partir das 9horas, na Gare, ou no posto de informações da Funzoctur, instalado no cruzamento das ruas General Neto com Moron. O valor é de R$ 5.

Magda Cavalheiro é a homenageada na Pandeiro de Prata

A grande adversária da  Pandeiro de Prata, nos últimos anos, tem sido ela própria. A dificuldade em conseguir o número mínimo de componentes exigidos pelo regulamento vem tirando a escola da briga pelo título, antes mesmo de entrar na avenida. Licenciada no carnaval passado, a Pandeiro volta este ano com o enredo “Magda Cavalheiro – A escola de samba Pandeiro de Prata vem te fazer uma homenagem, mulher guerreira, que sempre defendeu com muita responsabilidade o que mais gosta de fazer “Carnaval”. A assinatura é do carnavalesco Paulo César de Almeida, que também compôs o samba-enredo, em parceria com Vini do Banjo.

“Vamos mostrar a trajetória da Magda no carnaval,até hoje considerada uma das melhores passistas de Passo Fundo, e também, o trabalho realizado por ela na Secretaria Municipal de Cultura e Desporto (Sedec),  explica o carnavalesco.

Segundo ele, a homenagem se estende também à família Cavalheiro. “Não tem como não falar do mestre  Cavalheiro, que tantos dez  conquistou, sua esposa, aos demais filhos, até hoje envolvidos com o carnaval e com  a cultura” afirma. Apesar do otimismo, o carnavalesco não esconde a preocupação com o número de componentes. Para ele, a falta de ter uma base fixa em alguma comunidade dificulta o envolvimento das pessoas com a escola. “As fantasias e alegorias estão prontas, não podemos cometer novamente o mesmo erro dos anos anteriores” justifica.

Bom Sucesso quer voltar à elite do carnaval

A escola mais tradicional de Passo Fundo, em atividade, quer voltar a brilhar no grupo especial. Para isso, busca o título no grupo A, com o enredo “João Ninguém e os voluntários da paz pelos quatro cantos do mundo na magia da Bom Sucesso”. Rebaixada no carnaval passado, a vermelho e branco perdeu praticamente todos os seus integrantes para a estreante Unidos da Operária,  em razão de divergências com a administração passada. Na  presidência há três meses, Carlos Alberto Santos enfrentou  muita dificuldade para colocar a escola na avenida, no entanto, está confiante.

“Quando assumi  tinha apenas oito instrumentos. Nem a bandeira havia mais, tivemos que confeccionar outra. Apesar de tudo, vamos brigar pelo título” afirma. Para conseguir  o número mínimo de componentes exigidos pelo regulamento (150 no grupo de acesso), a escola deve contar com reforço de outras cidades. Da região são aguardados pelo menos 30 componentes para a bateria. O casal de mestre-sala e porta-bandeira vem de Porto Alegre. A Bom Sucesso deve desfilar com 200 componentes, divididos em cinco alas e dois carros alegóricos.  

Programação

20h30min – Abertura com a corte do carnaval (Rei Momo e Rainhas do Carnaval)

Bloco Visconde do Rio Branco
Tema: Cassino da Maroca

Grupo A
21h - Sociedade Esportiva, Recreativa e Cultural  Unidos Da Operária
Tema: Um sonho de criança colorindo a avenida


22h - Sociedade Esportiva, Recreativa e Cultural  de Samba Bom Sucesso
Tema: João Ninguém e os voluntários da paz pelos quatro cantos do mundo na magia da Bom Sucesso”


23h - Escola de Samba Pandeiro de Prata
Tema::“Magda Cavalheiro “A Escola de Samba Pandeiro de Prata vem te fazer uma homenagem, mulher guerreira,  que sempre defendeu com muita responsabilidade o que mais gosta de fazer “Carnaval”

GRUPO ESPECIAL

00h - Sociedade Esportiva,Recreativa e Cultural Academia de Samba COHAB1
Tema: A Academia mais uma vez, com força  de um sorriso canta e conta “Era uma vez”.

1h - Sociedade Esportiva,Recreativa e Cultural Acadêmicos do Chalaça
Tema: Um canto de fé em azul e branco no Brasil de todos os santos!

2h - Escola de Samba Bambas da Orgia
Tema: A missigenação, o surgimento de um povo, as etnias que formaram o Rio Grande do Sul e suas diversidades culturais”.


3h - Sociedade Beneficente e Cultural União da Vila
Tema:Não chores por mim Argentina – A Vila canta Evita, a mãe do povo”.

Resultado -  A apuração do desfile acontece domingo, às 15 horas, no teatro Múcio de Castro.

Gostou? Compartilhe