OPINIÃO

Fontes em Off

Por
· 3 min de leitura
Você prefere ouvir essa matéria?

Feira de Orquídeas

A Emater/RS-Ascar de Nova Prata e as Secretarias Municipais de Agricultura e Abastecimento e de Turismo, Cultura, Esporte e Lazer, promove a 5ª edição da Feira de Orquídeas, nesta sexta-feira (14/07), a partir das 13h. Será junto à feira da agricultura familiar, na praça em frente ao Mercado Porta. A feira será mais uma oportunidade para o público apreciar e adquirir flores produzidas por agricultoras de Nova Prata, que recebem Assistência Técnica. A Emater dará orientações aos compradores, com o objetivo de aumentar a vida útil das flores, bem como dicas de manutenção da própria orquídea, visando produções futuras, através da distribuição de receitas caseiras de controle de pragas, doenças e adubação. Conforme Reginato, no mês passado, no dia 16 de junho, aconteceu a quarta edição da feira e os resultados foram extremamente positivos. “Toda a oferta de mais de 100 vasos foram comercializados em cerca de duas horas. Isto mostra que a atividade tem potencial econômico e que se firma como uma alternativa de renda para as famílias envolvidas”, conclui.

Exportações I

O primeiro semestre de 2017 fecha com resultado positivo para as exportações do Rio Grande do Sul. As vendas externas totais alcançaram US$ 8,3 bilhões, alta de 7,8% em relação ao mesmo período de 2016. Na análise desagregada, o grupo das commodities aumentou 10,8%, totalizando US$ 2,38 bilhões. A indústria de transformação, por sua vez, conseguiu o melhor primeiro semestre desde 2014, ao embarcar US$ 5,85 bilhões. Porém, parte do crescimento de 6,6% é atribuída à pequena base de comparação, uma vez que as vendas externas do segmento em 2016 haviam sido as mais baixas desde 2009. A Argentina foi responsável por adicionar US$ 237 milhões dos US$ 363 milhões a mais que a indústria gaúcha exportou de janeiro a junho, segundo levantamento da Fiergs.

Exportações II

Enquanto as exportações da indústria gaúcha alcançaram US$ 1,18 bilhão em junho, incremento de 9,3% na comparação com o mesmo mês de 2016 (70,1% do total das vendas externas gaúchas), o mesmo não aconteceu com as exportações totais. Ao somarem US$ 1,69 bilhão, caíram 6,3% no período, pela forte retração de 30,3% das commodities. Na indústria, os setores de destaque foram Tabaco (26,9%), Químicos (23,9%) e Veículos automotores, reboques e carrocerias (19,1%). Já Couro e calçados (-8%) e Alimentos (-2,2%) registraram as maiores perdas.

Feijoada

A Acisa realizou no sábado a primeira edição da Feijoada. O evento festivo aconteceu no Centro Hípico Dellagerisi e reuniu mais de cem pessoas, entre empresários, lideranças e comunidade da cidade e região. A animação ficou por conta do Grupo Pagode Brasil. A Acisa agradece aos patrocinadores do evento: Associação dos Produtores e Comerciantes de Sementes e Mudas do Rio Grande do Sul (Apassul), Centro de Tratamento do Câncer (CTCAN), IMED, Hospital São Vicente de Paulo (HSVP), Metalúrgica Marini, Silva Imóveis, Passo Fundo Shopping, Programa Nacional de Assistência ao Ensino (PNAE), Quallita Comunicação e Marketing, Universidade de Passo Fundo e à apoiadora: Supermídia.

Meu Inverno Mais Quentinho 

Com pouco mais de um mês de funcionamento, o Programa Meu Inverno Mais Quentinho, criado pela Prefeitura de Passo Fundo para entregar agasalhos em bairros distantes das sedes dos Centros de Referência em Assistência Social (CRAS), contabiliza 8.100 peças distribuídas para pessoas mais carentes do município e em situação de rua. Até o momento foram atendidos 20 bairros. Pelo programa, os agasalhos – incluindo roupas, calçados e cobertores, entre outros itens – são levados à comunidade pelo veículo do Programa Bolsa Família/Cadastro Único. O serviço tem o acompanhamento de uma servidora para que sejam prestadas orientações e feitas atualizações e novos cadastros nos programas sociais em andamento. 

Recolhimento de embalagens

A Prefeitura de Passo Fundo, através da Secretaria de Interior, informa aos produtores rurais que o mês de julho será de recolhimento de embalagens vazias de agrotóxicos. Através de um cronograma que passará por diferentes localidades, a coleta será realizada de 18 a 27 de julho. Em caso de chuva na data programada, a coleta será transferida para outro dia, que será divulgado posteriormente. Além da Prefeitura, a ação é realizada com apoio do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Passo Fundo; Cinbalagens; e Produtécnica. 

Recomendações: 
* As embalagens vazias de agrotóxicos devem ser furadas e passar pela tríplice lavagem. Importante que as embalagens contaminadas sejam separadas;
* As tampas deverão estar separadas;
* É necessário levar o bloco modelo XV/Bloco do Produtor. 

Gostou? Compartilhe