OPINIÃO

Fatos 13.09.2017

Por
· 1 min de leitura
Você prefere ouvir essa matéria?

Laudo

A retirada de insalubridade de alguns servidores municipais atingiu em cheio a Secretaria Municipal de Assistência Social e se transformou em um desafio para o Simpasso. É que a empresa contratada pelo Executivo para fornecer o laudo técnico apontou que este grupo de servidores, formado por assistentes sociais, psicólogos e outros não realiza trabalho insalubre. Mas, indicou novos grupos de servidores que precisam receber os valores. Quais sejam: faxineiras de escolas e trabalhadores vinculados a Secretaria de Obras. O laudo é eminentemente técnico, porque não significa redução de custos ao município, segundo argumento utilizado ontem pela Procuradoria Geral do Município numa reunião com o Simpasso, na Câmara de Vereadores. O documento  pode ser contestado judicialmente, correndo-se o risco de inviabilizar a conquista para a parcela de servidoras ora contemplada.

Coincidência

Morreu na semana passada, Volni Canevese, irmão do ex-prefeito de Mato Castelhano Solano Canevese. Numa coincidência triste para a comunidade e respectivos familiares, Volni, que comandou o Executivo por um dia, foi o terceiro ex-prefeito da cidade a falecer neste ano. Crespim Rizzi e Delmo Alves Xavier foram os outros dois.

Ele voltou

Após afastamento de 15 dias para tratar de questões particulares, Antônio Bortolotti “Tonico”, reassume a pasta da Secretaria do Interior da Prefeitura de Passo Fundo. A confirmação foi feita ontem pela manhã com o prefeito Luciano Azevedo, que oficializou o retorno do secretário.

Unidade

Beto Albuquerque, que pretende retomar o protagonismo no cenário político com pré-candidatura ao Senado, tomou para si a responsabilidade de unir a bancada do PSB em torno do projeto da Administração Municipal. O recado foi dado durante uma reunião entre os vereadores e a liderança. “Não se trata só de um mandato do PSB, mas de um projeto eleito e aprovado por mais de 80% da população”, disse no encontro.

E a verdade?

Uma manchete da Zero Hora me chamou a atenção ontem: “PT gaúcho exige expulsão de Palocci após depoimento de ex-ministro. Presidente Pepe Vargas diz que permanência dele é 'incompatível com o compromisso que se espera de um partido de esquerda'.” Antes de ideologias e etc... políticos e partidos deveriam ter compromisso com a verdade e a ética. Simples assim. Quem sabe um dia a gente não vira esta página da história!

Gostou? Compartilhe