Semana pode ter as temperaturas mais altas do ano

Na quinta-feira, máxima pode chegar aos 34ºC. Massa de ar seco deixa a umidade relativa do ar abaixo dos 30%

Por
· 1 min de leitura
Com calor e baixa umidade, é preciso tomar ainda mais cuidados com a exposição ao solCom calor e baixa umidade, é preciso tomar ainda mais cuidados com a exposição ao sol
Com calor e baixa umidade, é preciso tomar ainda mais cuidados com a exposição ao sol
Você prefere ouvir essa matéria?

Uma forte massa de ar seco e quente que chegou à região no início da semana deixa as temperaturas elevadas e a umidade relativa do ar abaixo dos 30% nesta semana. Até a quinta-feira podem ser registradas as temperaturas mais altas do ano, até agora, mesmo antes do início do verão. Na quinta-feira, há a possibilidade da máxima chegar ao 34ºC, conforme dados da Estação Meteorológica da Embrapa Trigo/Inmet.
O observador meteorológico Ivegndonei Sampaio explica que durante a semana haverá predomínio de sol e a presença de poucas nuvens. Até quinta-feira a umidade relativa do ar também deve ficar abaixo dos 30%, o que já indica estado de atenção. Além disso, a incidência dos raios ultravioletas deve ser maior.
Hoje o dia começa com mínima de 14ºC e a máxima chega aos 31ºC. Amanhã, as temperaturas oscilam entre 14ºC e 32ºC. Na quinta-feira podem ser registradas as temperaturas mais altas do ano, que podem ser de até 34ºC. Para a sexta-feira, há possibilidade de chuva fraca. A mínima fica em 18ºC e a máxima em 30ºC.
Para o final de semana o calor continua. No sábado o dia fica parcialmente nublado com mínima de 20ºC e máxima de 32ºC. Já no domingo, o dia fica nublado a encoberto com chuva à tarde ou a noite. As temperaturas variam entre 18ºC e 28C.

Prognóstico
O prognóstico climático, elaborado pelo 8º DISME/INMET e CPPMet/UFPEL, para o trimestre indica a permanência do fenômeno La Nina no Pacífico, de intensidade moderada, para o restante da primavera e verão. Sampaio explica que o mês de dezembro deve ter volume de chuva ainda próximo da média, sendo que até o momento choveu 18mm, que representa 9% da média que é 173mm. Nos meses de janeiro e fevereiro, que têm volumes de chuva de 150mm e 166mm, respectivamente, as chuvas devem ficar abaixo do padrão.
O prognóstico para as temperaturas mínimas mostra, para os meses de dezembro e janeiro, valores dentro do padrão na maior parte do Estado. Em fevereiro, o modelo indica valores pouco abaixo do padrão na maioria das regiões. Para as temperaturas máximas, o modelo indica, para o mês de dezembro, tendência de predominar temperaturas pouco abaixo do padrão no nordeste e dentro nas demais regiões. Em janeiro são esperadas temperaturas pouco acima em todo o Estado. Em fevereiro, o modelo aponta para valores dentro do padrão na maior parte do Estado.

Gostou? Compartilhe