Autorizadas obras no São Luiz Gonzaga e Valinhos

Por
· 1 min de leitura
Você prefere ouvir essa matéria?

Duas importantes ações de melhorias e construções de equipamentos públicos foram autorizadas pelo prefeito de Passo Fundo, Luciano Azevedo. Na manhã dessa quinta-feira (27), ele assinou contrato para o fechamento e reforma da Escola Municipal Sebastião Rocha, no bairro Valinhos, localizada na rua Brás Cubas e também a retomada das obras do Centro de Referência de Assistência Social – Cras São Luiz Gonzaga.

“Mesmo neste período de final de ano, continuamos com projetos e retomada de obras de estruturas que deverão servir para atendimentos mais qualificados em todas as áreas, em especial, Saúde e Educação. No Valinhos, a obra de fechamento e as demais que serão feitas são importantes para a segurança dos alunos e qualidade das instalações. Na São Luiz Gonzaga, a retomada da obra do CRAS representa um esforço da administração em entregar um novo prédio para o atendimento da comunidade”, destacou Luciano.

A Escola Municipal Sebastião Rocha, no bairro Valinhos, receberá obra de fechamento com muro e telas, pintura no prédio (interno e externo), serviços preliminares, construção de arquibancada para o anfiteatro (palco), consertos de cobertura (forro) e passeio público, escadaria e playground. A previsão de conclusão das obras é de 90 dias, a contar da ordem de serviço.

A obra do novo CRAS que está sendo construído no Bairro São Luiz Gonzaga, próximo ao Presídio Regional, encontra-se com 22% do projeto concluído. O prédio já conta com a parte estrutural finalizada, alvenaria (paredes) e contrapiso.

“Tivemos problemas com a empresa que estava fazendo o novo Cras, abandonando a obra. Realizamos uma nova licitação e hoje estamos contratando a empresa que deverá concluir a obra tão aguarda pela comunidade que necessita desse espaço”, disse Luciano.

Orçado em aproximadamente R$ 460 mil, o novo CRAS terá capacidade para atender cerca 1.500 famílias por ano. Os recursos são oriundos do Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome, com contrapartida do município de R$ 11.250 mil.

Gostou? Compartilhe