Prefeitura e IMED disponibilizam mentoria online

Iniciativa visa capacitar gestores para amenizar os impactos socioeconômicos da pandemia

Por
· 2 min de leitura
Divulgação/ON Divulgação/ON
Divulgação/ON
Você prefere ouvir essa matéria?

Conectar micro e pequenos empresários locais a mentores e profissionais especializados na área de gestão para garantir a sustentabilidade dos negócios durante a pandemia de coronavírus. Através do Programa Amplifica, a Prefeitura Municipal de Passo Fundo e a IMED devem oferecer uma sequência de encontros virtuais aos empreendedores passo-fundenses a partir do dia 9 de setembro. 

De forma gratuita, as ações voltadas à comunidade empresarial serão divididas em duas fases, segundo explicou o secretário municipal de Desenvolvimento Econômico de Passo Fundo, Carlos Eduardo Lopes da Silva. Na primeira delas, serão ofertadas qualificações em quatro eixos considerados centrais: finanças, estratégia e tecnologias, marketing e canais de vendas e captação de recursos. A partir disso, os empreendedores irão indicar duas temáticas específicas, dentre as quais sentam mais necessidade para a administração do seu empreendimento, a serem aprofundadas pelos mentores cadastrados, de forma voluntária, para atuar junto aos gestores. “São coisas objetivas e bastante técnicas para que o empresário esteja preparado para este momento e tenha mais chances de manter o negócio e os empregos na cidade”, afirmou o secretário ao categorizar que 90% dos empreendimentos em Passo Fundo correspondem a micro e pequenas empresas. 

Para disponibilizar o acesso ao curso virtual, a Prefeitura Municipal celebrou um acordo financeiro com a instituição de ensino para custear o programa. De acordo com Silva, o custo médio, por empresa, será de R$ 50 repassados pelo poder público municipal à IMED, que só será remunerada “de acordo com o número de empresários inscritos no projeto”, conforme ponderou o secretário de Desenvolvimento Econômico. 

Como funciona

Durante os dois módulos de orientação, divididos em oito horas de treinamento e quatro horas de mentoria, oito professores da IMED irão atuar nos atendimentos com os empresários interessados em promover ajustes ou potencializar os negócios. O projeto está estruturado para atender 350 empresas na primeira etapa com possibilidade de ampliação para até 1000 empresas até o final do ano. “Sabemos que muitos empresários já vinham com algumas dificuldades nas áreas de gestão. O impacto socioeconômico da pandemia foi violento no município”, enfatizou o coordenador do programa e professor da Escola de Negócios da IMED, Guilherme Vargas. 

Esse impacto mencionado por Vargas pode ser visualizado no boletim do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (CAGED), que registrou um saldo negativo de 1.812 empregos em abril. Em junho, porém, esse número, embora absorvido na comparação de empregabilidade e demissões, fechou o mês também no negativo com o fechamento de 97 postos de trabalho no município de Passo Fundo. “Todo mundo está entendendo que é um programa para o empresário recrie o seu negócio e que traz esperança. Sabemos que virá um ano difícil. O que a empresa fizer agora, vai determinar o status dela ao passar pela crise”, avaliou o coordenador. 

O lançamento do Programa Amplifica está previsto para a próxima segunda-feira (17) em um seminário online. Os empresários podem se cadastrar, gratuitamente, pelo portal https://amplifica.imed.edu.br/ após fornecer alguns dados básicos, como contato e faturamento. 

Gostou? Compartilhe