Feira do Livro oferece descontos de até 70%

Evento segue até o próximo domingo com programação presencial e remota

Por
· 3 min de leitura
A Feira conta com quatro bancas de livros. (Foto: Lucas Marques/ON)A Feira conta com quatro bancas de livros. (Foto: Lucas Marques/ON)
A Feira conta com quatro bancas de livros. (Foto: Lucas Marques/ON)
Você prefere ouvir essa matéria?

Chegou a época do ano em que milhares de leitores passo-fundenses passam pelas bancas repletas de livros em busca de novas tramas. Desde a última quarta-feira (2), acontece a 34ª edição da Feira do Livro, evento que ocorre desde 1977 na cidade e sofreu diversas adaptações neste ano, por causa da pandemia do novo coronavírus. Esta edição da Feira também marca seu retorno à Praça Central de Passo Fundo. Sendo assim, os leitores de plantão terão até o próximo domingo (6) para conferir o evento - tanto presencialmente, quanto pela programação online.

A Feira do Livro de 2020 contou com uma redução no número de bancas instaladas. Se em edições passadas eram aproximadamente 18, neste ano são apenas quatro. Para garantir um bom número de vendas, todas as livrarias terão pelo menos 12% de desconto em seus produtos, com as ofertas podendo alcançar os 70%. Alguns livros ainda contam com descontos mais significativos, saindo por valores de R$ 5 a R$10. “Tem bastante promoção. Elas vão desde livros infantis, até literatura jovem e estrangeira, então tem gêneros para todos os gostos”, comenta uma das vendedoras da banca, Caroline da Silva.

Na banca ao lado, as ofertas também se fazem presentes. Os cerca de 2 mil livros que foram separados para a Feira contam com todos os tipos de descontos. Segundo o dono do estabelecimento, Leonardo Arbter, ainda serão trazidos mais livros da loja e realizadas novas ofertas ao longo do evento. “Hoje o movimento já está bem melhor em relação a quarta-feira, esperamos que o tempo continue bom e acredito que até o final de semana vai ter bastante pessoas”, aponta Leonardo. O retorno para a Praça Marechal Floriano, tradicionalmente conhecida como Praça da Cuia, foi uma vantagem para a edição deste ano da Feira do Livro, de acordo com ele. “É bem melhor, pega todos os públicos, é mais acessível. Foi interessante voltar para o Centro, acho uma coisa mais democrática”, indica Arbter, que tem a Sebo Café há 11 anos.


A volta para a Praça Central

“O retorno da Feira aqui para a praça vem da história do evento em si. É uma questão de memória, de lembrança que todo o público passo-fundense tem. E para os jovens é totalmente diferente ter esse contato com os livros e a literatura no coração da cidade”, conta Caroline. Já para Eduarda de Camargo, 19 anos, o retorno do evento em que costumava ir desde criança também é positivo. “Acho que traz mais visibilidade para as outras pessoas se interessarem”, diz. Seus hábitos de leitura, presentes desde os 4 anos, a acompanham na busca por uma nova história. “Vim dar uma olhada no local e procurar livros de fantasia”, finaliza.

O costume de frequentar a Feira desde cedo também está presente em Tainah Cornélio. Ela recorda da época em que costumava percorrer os estandes com a turma do colégio. A advogada, que também gostou do retorno do evento à praça, não deixou de dar uma passadinha nas bancas e aproveitou para levar um livro. Entretanto, para os que não possuem tempo de ficar no local, uma alternativa em específico pode ser útil. As livrarias também contam com o sistema drive thru de entrega, em que a compra é feita pela internet e, para retirar, basta passar de carro pelo local. “As pessoas podem entrar em contato com as livrarias participantes através do WhatsApp, Facebook ou Instagram”, instrui Caroline da Silva. Além da Delta e da Sebo Café, estão instaladas no evento as bancas da Livraria Outras Páginas e da Leax Livraria Espírita.


Amor pela escrita

Sejam com entusiastas da literatura ou verdadeiros aficionados por livros, o evento conta com a presença de diferentes públicos durante os cinco dias de duração. Uma dessas pessoas acompanha a Feira do Livro desde que morava em sua cidade natal, Tapera. Agora, residindo em Passo Fundo há um ano, ele arrumou um tempo para visitar as bancas e buscar as histórias que mais o atraem. “Vim procurar livros sobre história e cultura de modo geral, que me atrai bastante”, afirma Nicolas Rodrigues. O jovem de 20 anos revela que seu gosto pela leitura, unido ao incentivo de um professor, que também é autor, fez com que ele sempre quisesse ser escritor. “Desde criança eu lia bastante e conseguia terminar livros muito rápido. Ultimamente estou meio enferrujado, mas pretendo voltar”, aponta.


Programação virtual

Uma das maiores atrações do evento, junto às bancas de livros, é a programação cultural que a Feira proporciona. Neste ano, com todas as restrições impostas pela pandemia, ela acontece  de uma forma diferente. Todas as atividades são transmitidas ao vivo, através das redes sociais da Feira do Livro. Na programação, estão previstos bate-papos, palestras, contações de histórias e apresentações musicais. Nesta sexta-feira (4), ocorre a conversa com Eduardo Bueno (Peninha).No final de semana, as atrações contam com convidados como o autor Raphael Montes, Paulo Afonso Eberhardt, Eric Chartiot, o grupo LiteraMúsica, entre vários outros. A transmissão ocorre das 9h às 21h, de forma gratuita.


Acompanhe a 34ª Feira do Livro

•      facebook.com/feiradolivropf

•      instagram.com/feiradolivropf

•      YouTube: Feira do Livro de Passo Fundo

Gostou? Compartilhe