Brigada Militar encerra festa clandestina com 30 pessoas no interior de Passo Fundo

Proprietário do imóvel foi detido por desacato à autoridade ao ofender policiais e se negar a dispersar aglomeração alegando ser advogado

Por
· 1 min de leitura
Você prefere ouvir essa matéria?

A Brigada Militar encerrou, na madrugada deste domingo (11), uma festa clandestina que reunia 30 pessoas no interior de Passo Fundo.

Segundo o boletim de ocorrência, o proprietário do imóvel foi o único a se recusar a dizer o nome no momento da abordagem e se negou a dispersar a aglomeração. "Eu não vou sair daqui. Eu não vou acabar com a festa. Vocês não têm autoridade para fazer essa abordagem. Eu sou advogado, vamos resolver na Justiça", teria dito o homem enquanto gritava para as pessoas não irem embora porque a festa não iria terminar.

Ao ofender os policiais com palavras de baixo calão, ele foi preso por desacato à autoridade. Ao ser conduzido à Delegacia de Pronto Atendimento (DPPA), o proprietário afirmou que é graduado em Direito, mas não possui registro na Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), requisito que autoriza o profissioanl a exercer a advocacia.

Segundo a BM, os participantes da festa clandestina consumiam bebidas alcóolicas e não usavam máscara no momento do flagrante.

Gostou? Compartilhe