CMP faz manifestação em frente à prefeitura

As principais reivindicações são a valorização dos professores e as promoções da Educação Infantil

Por
· 1 min de leitura
Os professores foram convidados a deixar cartazes em exposição no local (Foto: Divulgação/CMP)Os professores foram convidados a deixar cartazes em exposição no local (Foto: Divulgação/CMP)
Os professores foram convidados a deixar cartazes em exposição no local (Foto: Divulgação/CMP)
Você prefere ouvir essa matéria?

O Centro Municipal de Professores (CMP) está realizando, desde as primeiras horas da manhã, uma manifestação em frente à Prefeitura de Passo Fundo.

O sindicato montou sua sede e a ideia é permanecer no local até as 16h. Para garantir a segurança sanitária do ato, os professores foram convidados a ir até o local para deixar cartazes em exposição, como forma de evitar aglomeração.

As principais reivindicações são a valorização dos professores e as promoções da Educação Infantil. Conforme o sindicato, há a promessa de que as promoções ocorram em 2022, no entanto eles solicitam que o projeto seja encaminhado e discutido. "A segunda questão diz respeito a sobrecarga de trabalho dos professores e professoras, nossos educadores estão cumprindo cargas horárias exaustivas que ultrapassam os limites da sua jornada de trabalho", relata a o diretor colegiado do CMP, Eduardo Albuquerque. A reivindicação é que o município crie estratégias para evitar essas situações.

O sindicato também pede que o projeto de subsídio de computadores tenha o prazo de parcelamento aumentado para 36 vezes, que o valor inicial de R$1.000,00 aumente para R$2.000,00 e que os professores que adquiriram equipamentos no ano passado sejam ressarcidos de alguma forma. A última demanda é relacionada às coordenações das escolas municipais. "Nossos colegas perdem financeiramente em alguns benefícios, o sindicato intenta que o governo municipal trate desses casos e os traga para debate", explica Eduardo.

Notícia atualizada às 13h54

Gostou? Compartilhe