Ação orienta imigrantes sobre serviços de acolhimento

Prefeitura realizou a entrega de materiais informativos em três idiomas e fará a segunda edição do programa Café Com Emprego, que terá um espaço específico para o atendimento de imigrantes

Por
· 1 min de leitura
A primeira ação foi realizada nesta terça-feira (Foto: Michel Sanderi/PMPF)A primeira ação foi realizada nesta terça-feira (Foto: Michel Sanderi/PMPF)
A primeira ação foi realizada nesta terça-feira (Foto: Michel Sanderi/PMPF)
Você prefere ouvir essa matéria?


Uma iniciativa da Prefeitura de Passo Fundo busca auxiliar os imigrantes que estão na cidade a acessarem serviços de proteção e obterem encaminhamento para o mercado de trabalho formal. A primeira ação foi realizada nesta terça-feira (5), com a distribuição de materiais informativos para líderes e comunidades sobre o Programa Imigrante Legal.

Conforme o prefeito, Pedro Almeida, essa é uma forma de ampliar o diálogo e acolher as demandas individuais das pessoas que escolhem Passo Fundo para viver. “Pretendemos oferecer bem-estar social e segurança a todos os cidadãos que estão habitando a cidade. Eles vêm para cá em busca de oportunidades e nós temos a responsabilidade de viabilizar alternativas para que possam ser integrados à assistência social, à educação e, sobretudo, ao mercado de trabalho, que vai proporcionar o sustento e a renda”, considerou.

As orientações – escritas em português, espanhol e francês – foram entregues nas ruas, principalmente, no centro da cidade, que concentra o maior número de trabalhadores informais. Além de apresentar serviços efetuados pelo Município e outros órgãos, as equipes da Prefeitura convidaram os imigrantes para estarem presentes na segunda edição do programa Café com Emprego, programada para o dia 14 de outubro.

O secretário de Desenvolvimento, Diorges Oliveira, enfatiza que, durante o evento, haverá um balcão específico de atenção aos imigrantes. “Teremos um centro de atendimento e informações para os imigrantes. Com os técnicos das secretarias, daremos detalharemos sobre os serviços e auxiliaremos no ingresso em empresas parceiras do programa”, destacou.

Em Passo Fundo, de acordo com dados da Secretaria de Desenvolvimento, há aproximadamente 600 imigrantes, que vieram de países como Senegal, Haiti, Venezuela e Bangladesh. A maioria, após passar pela aquisição de documentos, está empregada.

Para o presidente da sociedade muçulmana de Passo Fundo, Radwan Jehane, a iniciativa lançada pela Prefeitura para levar informações sobre Imigrante Legal contribuirá para que os imigrantes acessem os serviços e consolidem as suas vidas na cidade. “Eu vejo que esse diálogo que a Prefeitura está abrindo com os imigrantes é um acolhimento. Acredito que todos vão gostar desses recursos, que vão auxiliar muito a vida deles aqui”, disse.

Gostou? Compartilhe