Presidente da Assembleia é recebido na CDL por presidentes de entidades empresariais

O presidente da Assembleia estadual disse que o encontro, como parte de uma série de agendas pelo interior do estado, é fundamental para conhecer as diferentes necessidades do estado

Por
· 1 min de leitura
Foto: DivulgaçãoFoto: Divulgação
Foto: Divulgação
Você prefere ouvir essa matéria?

Nesta sexta-feira, dia 18 de junho, a CDL Passo Fundo sediou um encontro entre entidades empresariais de Passo Fundo, o presidente da Assembleia Legislativa do RS, Gabriel Souza, o vice-prefeito João Pedro Nunes e os deputados estaduais Gilberto Capoani e Mateus Wesp. Na reunião com a participação dos presidentes do Sindilojas, Acisa, Sindicato Rural, estiveram na pauta assuntos importantes para a recuperação econômica como logística e tributos estaduais.

O presidente da Assembleia estadual disse que o encontro, como parte de uma série de agendas pelo interior do estado, é fundamental para conhecer as diferentes necessidades do estado, além disto os deputados Capoani e Wesp destacaram o importante papel das entidades no acompanhamento dos projetos de interesse da região. No encontro, o presidente da CDL, Sérgio Giacomini fez a entrega de um ofício aos deputados, com as seguintes questões, que a entidade conta com o apoio do legislativo estadual.

• A antecipação de ICMS que não foi extinta por total, já que para os produtos importados continua acontecendo a tributação. Por isto foi sugerido a exclusão do Diferencial de Alíquotas de ICMS;

• Benefícios de Isenção e Redução Simples Nacional – a extinção das faixas de redução de ICMS no cálculo do Simples, trouxe grande impacto para as empresas, pois teve uma oneração de imposto. Não paga antecipação, mas paga simples cheio;

Redução de alíquotas para 12% entre contribuintes trouxe benefício entre contribuintes, mas onerou o último que é o varejo que acabou ficando com alíquota de 17,5% para repassar ao consumidor final, principalmente para os varejistas não optantes do Simples;

• Incentivo às importações com a adoção de benefícios semelhantes aos concedidos por Santa Catarina;

• Retorno das alíquotas de ICMS aos percentuais anteriores a 2015.

Para o presidente da CDL é preciso preparar as empresas para o pós-pandemia “este é um momento que as atividades produtivas precisam do apoio e investimento do poder público, para impulsionar a retomada da economia e a geração de emprego e renda” destacou Giacomini.

Gostou? Compartilhe