Espaço cultural coloca instrumentos à disposição da comunidade

Com recursos da Lei Aldir Blanc, Espaço Nova Consciência adquiriu instrumentos musicais como violinos e um piano de cauda a fim de qualificar a produção artística da região; interessados podem solicitar empréstimo gratuito dos materiais

Por
· 3 min de leitura
(Foto: Rafael Dalbosco/Divulgação)(Foto: Rafael Dalbosco/Divulgação)
(Foto: Rafael Dalbosco/Divulgação)
Você prefere ouvir essa matéria?

O contato com a prática musical encontra, muitas vezes, um percalço difícil de superar: a falta de recursos para a aquisição de instrumentos. Materiais imprescindíveis tanto para o ensino quanto para a execução de apresentações artísticas, os instrumentos musicais nem sempre são acessíveis para toda a população. É por isso que, para aqueles que acreditam no poder do acesso à arte, medidas públicas de incentivo à cultura tendem a chegar como um rastro de esperança. É esse o caso do espaço cultural Nova Consciência. Instalado em Passo Fundo, o local foi contemplado no Edital de Bens Materiais da Secretaria Estadual de Cultura, com recursos da Lei Aldir Blanc, que permitiram a aquisição de diversos instrumentos musicais. Os materiais devem ser utilizados nas atividades promovidas dentro do próprio espaço e, também, para empréstimo gratuito a artistas de toda a região.

Conforme lista o produtor cultural e responsável pelo projeto “Qualificação Artística – Região da Produção”, Rafael Figueiredo, além de instrumentos musicais como um piano de cauda, um violino profissional e diversos violinos para iniciantes, os bens conquistados incluem também caixas de som, cadeiras e outros itens que devem aperfeiçoar ainda mais a estrutura do espaço, onde são ministradas aulas gratuitas para a comunidade local. As aulas, segundo ele, são voltadas às pessoas que não têm condições de pagar por um curso regular, tampouco comprar o próprio instrumento. “Hoje, temos dez alunos de violino e dez de piano, mas nossa meta é chegar a cinquenta estudantes”, conta, mencionando o poder de transformação da música na vida de uma comunidade.

De acordo com Rafael, em um futuro próximo, o Espaço Nova Consciência projeta ainda a possibilidade de oferecer aulas em turmas ainda maiores. A intenção é promover apresentações artísticas nas escolas públicas do município como uma forma de se aproximar dos estudantes e instigar neles o desejo de aprender um novo instrumento. “Também estamos buscando empresas que possam nos apoiar e ajudar a ampliar ainda mais o nosso projeto, para que possamos montar um projeto social em formato de orquestra, com o ensino de diversos instrumentos”, adianta o responsável. “Mas, para isso, ainda precisamos buscar mais recursos. Nosso espaço foi criado em 2018 e ele se mantém, principalmente, através dos eventos que são promovidos aqui. Com a pandemia, nosso orçamento foi bastante comprometido. Por isso, toda ajuda é importante”.


Qualidade para a produção cultural

Para além de projetos internos do Espaço Nova Consciência, os instrumentos adquiridos devem impulsionar ainda mais a qualidade de toda produção cultural gaúcha, uma vez que estão disponíveis para empréstimo à comunidade. O destaque principal, conforme Rafael, é o piano 3/4 de cauda, da Fabricante Francesa Pleyel, construído na década de 1950 em Paris, que passou por um processo de ajustes e reparos para preservar sua sonoridade potente e distinta. O violino profissional recém adquirido, porém, também não perde em nada quando o assunto é a qualidade do material.

“São instrumentos de nível profissional e de música erudita que nós realmente não tínhamos aqui na cidade. Um piano como esse é praticamente inacessível por ser muito caro. Então, ter esses instrumentos disponíveis é muito importante para a região. Eles abrem possibilidades muito grandes para nós, para os projetos que nós apoiamos – como o Instituto Libertarte – e também para todo o cenário cultural que pode contar com esses equipamentos”, observa o produtor cultural.

Os instrumentos já estão alocados no Espaço Nova Consciência e disponíveis para empréstimo a artistas e entidades que desejarem utilizá-los em apresentações artísticas. Para isso, basta entrar em contato através do e-mail espaconovaconsciencia@outlook.com, do Instagram @espaconovaconsciencia ou ainda pelo telefone (54) 9 9924-0694.


Recital de piano

Um dos primeiros frutos do projeto Qualificação Artística, contemplado pela Lei Aldir Blanc, é um recital de piano que acontece no Espaço Nova Consciência (Rua Lava Pés, 2315, Boqueirão), nos dias 21 e 22 de agosto, com apresentação do pianista Alan Godoy. As sessões são gratuitas e, na primeira data, acontecem às 16h e 18h. Na segunda data, o recital ocorre às 17h. Em razão da pandemia, cada apresentação acontece com um público máximo de oito pessoas e, por isso, é necessário reservar uma vaga entrando em contato com o espaço.

Gostou? Compartilhe