OPINIÃO

Altiva

Por
· 3 min de leitura
Você prefere ouvir essa matéria?

Aos 89 anos se despede deste plano a amiga Altiva Gomes Gehlem, que nasceu em São José do Ouro em agosto de 1931. Casada com Manfredo Gehlen (in memoriam) , teve oito filhos que lhe deram dezenove netos e dez bisnetos. Esta mulher foi altiva muito mais que no nome e mostrou na vida apenas ficam o que plantamos e nos filhos, netos e bisnetos vemos a garra, honestidade e determinação do casal Altiva e Manfredo.

 

Altiva II

Na despedida vem as lágrimas e não poderia ser diferente, pois as pessoas como Altiva marcam pela maneira simples e determinante que vivem. Quero em nome da filha Roselaine e genro Antônio desejar meus sentimentos a  toda família registrar nossa admiração por esta mulher que não morreu, pois que deixa boas ações e lições não morre, apenas segue o caminho pela eternindade.

 

Francisco Spinelli Junior

Sabe que nunca imaginei que sentiria tanta falta de meu pai. Todos os dias, em todas as horas e em todos os momentos sinto a falta de ouvir seus conselhos para enfrentar as diversidades. Dias destes chorei muito pois às vezes falta coragem para dizer NÃO, romper com coisas e pessoas que são tóxicas e apenas sugam as energias da gente. Sonhei e no sonho meu pai dizia o que sempre me disse “Meu filho se te faz mal larga e abandona, pois não tem preço que pague a tua paz e liberdade.” Sabedoria.

 

Anjos que morrem

O caso de Três Passos que vitimou o menino Bernado todos conhecem e se mistura aos outros casos do menino do tonel e das 12 crianças que foram assassinadas pelo bandido Adriano da Silva. Triste, muito triste tudo isto.

 

Anjos que morrem II

No caso de Três Passos o menino foi até o Juiz, depois de vários locais pedir ajuda. O Juiz enviou o menino para o Ministério Público que solicitou a guarda para avó. O Juiz manteve a guarda com o pai e suspendeu o processo, sendo que antes de sessenta dias o menino foi assassinado pela madrasta. Poderíamos dizer que o Juiz não poderia adivinhar, mas eu digo que poderia olhar com mais atenção e ver que deixar com avó e fazer uma investigação providenciando laudos seria uma prudência que salvaria a criança.

 

Anjos que morrem III

Um menino entrar no Forum e pedir ajuda ao Juiz é sim um ato de desespero que deveria ter sido levado em consideração e não foi. Daqui alguns anos o pai, madrasta e os outros dois assassinos estarão soltos, enquanto o Bernardo e sua mãe continuaram no Jazigo da família. A herança da mãe que era do menino , você adivinha com quem ficou ?

 

Anjos que morrem IV

Em Passo Fundo na década de 90 foram assassinadas doze crianças pobres em Passo Fundo e região. O assassino foi um fugitivo de outro Estado. Um bandido que estava preso e o Estado não foi capaz de mantê-lo preso. Este assassino foi preso em Passo Fundo pela Brigada Militar quatro vezes e solto no mesmo dia. Em um país que as dividas com o Estado são registradas pelo CPF no país inteiro, mas as fichas de bandidos não tem conexão de Estado para Estado, ou seja, a policia não possui tecnologia necessária para estes casos.

 

Anjos que morrem V

Décadas depois a policia ainda não possui o reconhecimento por digitais de foragidos em todo o país e sabe porque ? Porque não é prioridade para este país em todos os Governos. Adriano poderia ter sido preso, ou alias poderia nem ter escapado, mas matou e matou várias vezes desgraçando a vida de muitas famílias. Lições? Nenhuma, simplesmente nenhuma.

 

Sem lógica

O Juiz pega um processo e analisa provas de alienação entre um adulto e uma criança. Aceita as provas e pede investigação, mas permite que o alienador continue a conviver com alienado. O que isto significa para você? O que isto pode resultar? O que isto poderá causar a criança ? Eu sei, você sabe, a família do Bernardo sabe, mas pelo visto o Juiz desconhece. Triste Brasil.

 

 


Gostou? Compartilhe