Foragidos são recapturados sete horas após fugirem de IPPF

Trio foi recolhido no Presídio Regional de Passo Fundo, onde deve permanecer 30 dias

Por
· 2 min de leitura
Você prefere ouvir essa matéria?

Três foragidos do Instituto Penal de Passo Fundo (IPPF) foram recapturados em até sete horas após fugirem por uma basculante dos alojamentos, na noite de terça-feira (15). Vilmar Muscopf, Gerio de Castro Correia e Gilberto dos Santos foram localizados pela Brigada Militar em Passo Fundo e recolhidos ao Presídio Regional de Passo Fundo, de forma disciplinar, onde devem permanecer por pelo menos 30 dias.

 

De acordo com diretor do IPPF, Kleber Augusto Medeiro, o trio serrou uma basculante do alojamento e pulou o muro do instituto, por volta das 19h. Eles faziam parte de um grupo de seis detentos que seriam transferidos. O trio que fugiu iria para Lagoa Vermelha, e outros três para Soledade (este grupo já foi transferido).

 

Recapturas

 

As recapturas começaram uma hora após a fuga. Vilmar Muscof, de 37 anos, foi localizado às 20h, ainda no bairro São Luiz Gonzaga. O segundo foragido, Gerio de Castro Correa, de 28 anos, às 23h40. De acordo com a Brigada Militar, durante patrulhamento na Vila Donária, ele foi avistado subindo nos telhados das casas, sendo encontrado escondido nos fundos de uma residência. Correa precisou ser levado para exame pericial no Hospital São Vicente de Paulo (HSVP).

 

Gilberto dos Santos de Oliveira, o último foragido, foi localizado pela Brigada Militar na madrugada desta quarta-feira (16), próximo das 2h, andando na RS 153, na região do Bom Recreio.

 

De acordo Medeiro, eles foram recolhidos no Presídio Regional de Passo Fundo de forma disciplinar e devem permanecer ali por 30 dias. “Eles vão para uma casa prisional onde tem presos do regime fechado, por uma razão, simples: os obstáculos são melhores”, esclareceu. “E ficarão recolhidos de forma disciplinar por 30 dias, enquanto se instaura procedimento administrativo disciplinar.”

 

A transferência do trio para a casa prisional de Lagoa Vermelha não é descartada, mas dependerá da Justiça, conforme andamento do procedimento administrativo disciplinar.

 

Não foi informado quais os antecedentes dos detentos e nem a condenação.

 

Outros casos

 

Em julho deste ano, agentes penitenciários do Instituto Penal de Passo Fundo (IPPF) encontraram um buraco na parede do alojamento 2 na manhã do sábado, dia 27, que possivelmente seria utilizado para fuga dos apenados. No dia também foram apreendidos um facão, duas facas, duas baterias, três celulares e um carregador.

 

Antes, em 21 de junho, um apenado do IIPF também foi flagrado tentando fugir do local. Na época, ele aproveitou a liberação de apenados e saiu pelo portão de acesso ao Presídio Regional de Passo Fundo (PRPF), correndo pelo portão principal.

 

Ele foi identificado pelos agentes penitenciários através das câmeras de monitoramento e capturado já na parte externa do Presídio.

 

Já em fevereiro, três homens também foram capturados tentando fugir da unidade. Um deles já estava na área externa do IPPF e foi detido por agentes do Presídio Regional de Passo Fundo que já haviam encerrado seus plantões e passavam pelo local.

 

Os outros dois foram interceptados enquanto se dirigiam ao muro.

Gostou? Compartilhe