Água Santa: PF vai apurar morte durante confronto em reserva indígena

Por
· 1 min de leitura
Divulgação/BMDivulgação/BM
Divulgação/BM
Você prefere ouvir essa matéria?

A Polícia Federal de Passo Fundo deverá instaurar inquérito para apurar as circunstâncias da morte de um homem, segunda-feira à noite, na estrada de acesso à Reserva Indígena de Carreteiro, em Água Santa. Até hoje à tarde, a identidade da vítima não havia sido divulgada.

No boletim de ocorrência, a causa da morte consta como conflito armado com óbito. Segundo relato dos policiais, a Brigada Militar foi acionada por volta das 22h para atender um conflito armado entre as duas lideranças da reserva. Ao desembarcarem da viatura, contam que foram recebido a tiros por um dos grupos. Houve revide. Ainda conforme o boletim de ocorrência, o grupo seguiu por uma trilha, sendo seguido pela guarnição. Houve nova troca de tiros, e um homem acabou baleado. Conduzido em uma viatura até o hospital Santo Antônio, em Tapejara, ele não resistiu aos ferimentos e acabou morrendo. Segundo descrições, o homem media aproximadamente 1,70m de altura, tinha entre 20 a 30 anos, possuía tatuagem no braço esquerdo e perna esquerda.

Na ação foram apreendidas uma espingarda calibre 12 marca Boito com a numeração raspada; uma garrucha artesanal calibre 12; 221 munições calibre 12; dois estojos calibre 12; 30 munições calibre 7,62; 12 munições cal.38, duas mochilas, uma carteira e uma cartucheira calibre 12.

 

Três presos e mais armas apreendidas

 

Antes deste confronto, a Brigada Militar já monitoravam a região. Por volta das 18 horas, os policiais do 1° Esq/Força Tática realizaram uma incursão a pé em uma região de mata localizada nos limites da reserva indígena. Durante a operação, os policiais abordaram três pessoas que andavam em uma trilha que dá acesso à reserva. Eles se identificaram como pertencentes à comunidade, e durante a revista pessoal, foram localizadas armas e munições.

Um dos abordados, um homem de 22 anos, portava uma espingarda Browning cal. 16 semi-automática. Junto com ele estava um adolescente de 16 anos, que transportava uma mochila contendo 91 munições intactas de cal. 16, e uma touca ninja. Os dois estavam acompanhados de um homem de 49 anos.

Os dois maiores de idade receberam voz de prisão e o adolescente de apreensão. Todos foram conduzidos para a Polícia Federal em Passo Fundo para registro da ocorrência. Além das armas, munições e a touca ninja, foi apreendido um aparelho celular, que também ficará à disposição da Polícia Federal. 

Gostou? Compartilhe