Região começa colheita da soja

Embora avanço da colheita ainda seja pouco expressivo, Emater projeta safra satisfatória neste ano

Por
· 1 min de leitura
(Foto: Emater/Divulgação)(Foto: Emater/Divulgação)
(Foto: Emater/Divulgação)
Você prefere ouvir essa matéria?

A colheita da soja na região de Passo Fundo tem gerado boas expectativas para a safra deste ano. De acordo com o gerente regional da Emater/RS, Oriberto Adami, apesar de a colheita ainda estar avançando de forma tímida – com apenas 3% de área colhida, conforme o último Informativo Conjuntural da Emater –, as lavouras têm apresentado produtividade acima da média histórica. “Normalmente, colhemos 65 sacas por hectare. Neste ano, nos lugares onde já começou, estamos vendo uma média de 70 sacas. Isso promete que o rendimento vai ser bom”, adianta.

O progresso satisfatório das lavouras, ainda segundo Adami, pode ser atribuído aos índices de precipitação registrados desde o início do ano, em volumes adequados para cada fase de desenvolvimento da cultura. “As chuvas vieram no momento certo. Nesses últimos dias, foi em pouco volume, mas choveu em todos os lugares. Então a situação está boa, mas o ideal ainda seria termos mais um pouco de chuva, aí estaria garantida plena colheita”, observa. Ele explica que o retorno da chuva ao longo das próximas semanas se mostra necessário porque, na região de Passo Fundo, 90% das lavouras estão em fase de enchimento de grão, etapa em que a falta de água pode afetar o crescimento dos grãos. Outros 25% encontram-se em maturação fisiológica.

Por outro lado, no último trimestre do ano passado, o Rio Grande do Sul enfrentou um período de estiagem que acarretou no retardo do plantio da soja em todo o Estado. O resultado foi o consequente atraso na colheita do grão, que já deveria estar mais avançada. “A soja costuma ser plantada entre o fim de outubro e o começo de novembro, mas muitos produtores ficaram esperando a chuva e acabaram retardando esse processo. É por isso que estamos com 3% de área colhida até agora, enquanto o normal para esse período era ter colhido quase 10%”, esclarece o gerente regional, salientando que o atraso não deve causar impactos econômicos significativos.


Safra no Rio Grande do Sul

A expectativa é de que, em torno de 30 dias, todos os 648 mil hectares cultivados com soja na região de Passo Fundo, que abrange 42 municípios, estejam prontos para colheita. O total de área plantada, em todo o Estado, é de 6 milhões de hectares. A Emater estima que, nesta safra, o Rio Grande do Sul atinja produção de 19 milhões de toneladas de soja – quase 8 milhões de toneladas acima da colheita alcançada em 2020. “Com a safra que se desenha e a demanda mundial do grão, a tendência é de que o preço também se mantenha bom”, acrescenta. No município, o preço médio da saca está em R$ 160.

Gostou? Compartilhe