Cuidados com o câncer em idosos

De acordo com o Dr.Luis Alberto Schlittler, o cuidado paliativo é indicado para todas as pessoas que sofrem com o câncer e que ameace a continuidade da vida

Por
· 1 min de leitura
Você prefere ouvir essa matéria?

Cerca de 50% dos diagnósticos de câncer e 70% das mortes por câncer ocorrem em indivíduos acima de 65 anos, segundo o Instituto de câncer – INCA. Estes números tendem a crescer à medida que o percentual de idosos aumenta.

 

O cuidado paliativo é indicado para todas as pessoas que sofrem com o câncer e que ameace a continuidade da vida. Geralmente é mais aceitável a aplicação desses cuidados em pacientes idosos. Mas é importante salientar que além do câncer, outras doenças frequentes em idosos têm indicação de cuidados paliativos, como: demências, insuficiência cardíaca, enfisema pulmonar e a doença renal crônica.

 

Os princípios primordiais do tratamento de câncer em idosos são os mesmos que em pacientes mais jovens. O diferencial é que os pacientes mais velhos podem ter decadência da função de órgãos relacionados com a idade e por essa razão, os idosos carecem de uma atenção especial quanto aos riscos da quimioterapia em relação à qualidade de vida, em particular no contexto de expectativa de vida estimada. A detecção precoce do câncer é sempre importante, para todos os pacientes. Assim, os tratamentos são mais eficazes.

 

Determinar a melhor estratégia no tratamento oncológico para o paciente idoso requer uma avaliação completa, que analisa a expectativa de vida do paciente, sua aptidão física, apoio social, opções e crenças pessoais. Sim, tudo isso influência e é importante para os cuidados do tratamento. Portanto, na hora de escolher o seu médico especialista, certifique-se que ele é de confiança para conversar com você sobre todos os processos desse período.

 

Dr. Luis Alberto Schlittler

Oncologista – Instituto do Câncer Hospital São Vicente

Tumores Gastrointestinais

CRM – 24748

Gostou? Compartilhe