Profissionais da Segurança Pública terão vacinação contra Covid-19 antecipada

Ministério da Saúde informou que enviará lote de doses exclusivamente para esse público

Por
· 1 min de leitura
Ainda não foi definida a quantidade de doses que serão encaminhadas para esse público (Foto: Divulgação PMPF/Arquivo ON)Ainda não foi definida a quantidade de doses que serão encaminhadas para esse público (Foto: Divulgação PMPF/Arquivo ON)
Ainda não foi definida a quantidade de doses que serão encaminhadas para esse público (Foto: Divulgação PMPF/Arquivo ON)
Você prefere ouvir essa matéria?

O Ministério da Saúde alterou o Plano Nacional de Imunizações (PNI) autorizando a antecipação da vacinação dos profissionais de segurança. A Nota Técnica 297/2021 foi emitida nesta quarta-feira (31/3).

Para isso, o Ministério irá antecipar o envio de um quantitativo de doses direcionado exclusivamente para esse público. Ainda não foi informado pela União a quantidade de doses e a data de remessa.

A partir da medida, a equipe técnica da Secretaria da Segurança Pública (SSP) irá aguardar as novas informações do governo federal para planejar a operacionalização da imunização dos profissionais das forças policiais do estado.

A antecipação da vacinação de agentes de segurança era manifestada pelo governo gaúcho desde o ano passado. O vice-governador e secretário da Segurança Pública, delegado Ranolfo Vieira Júnior, enviou, em 8 de dexembro um ofício para o Ministro da Justiça e Segurança Pública (MJSP) solicitando que os profissionais da segurança, que durante a pandemia atuam na linha de frente, fossem priorizados.

“Durante toda a pandemia eles mantiveram o trabalho na linha de frente de forma ininterrupta. É uma medida essencial, portanto, em primeiro lugar para proteger a vida desses profissionais, e também para assegurar a continuidade do trabalho de manutenção da ordem e combate à criminalidade”, afirmou Ranolfo.

Vice Ranolfo apresenta nota técnica do Ministério da Saúde com aval para priorizar vacinação dos operadores da segurança pública (Foto: Rodrigo Ziebell/GVG)

O apelo foi renovado em novo ofício enviado em 5/3/2021 ao MJSP e ao Ministério da Saúde, assinado por todos os membros do Colégio Nacional de Secretários de Segurança Pública (Consesp).

No dia 24 de março, durante a assembleia virtual do Conselho Nacional de Secretários Estaduais da Saúde (Conass), os gestores estaduais, inclusive a secretária da Saúde, Arita Bergmann, também se posicionaram pela avaliação da antecipação da vacinação de profissionais das forças de segurança. Nessa reunião, ficou acertado que o assunto seria pautado na reunião da segunda-feira (29/3) da Câmara Técnica do Ministério da Saúde. Nesta quarta (31), a nota técnica foi publicada.

Gostou? Compartilhe