APAE e Escritório Escola da UPF iniciam projeto para coleta de água da chuva

Por
· 1 min de leitura
 Fotos: Daniela Cenci/Ascom APAE Fotos: Daniela Cenci/Ascom APAE
Fotos: Daniela Cenci/Ascom APAE
Você prefere ouvir essa matéria?

Há alguns anos a APAE de Passo Fundo adota práticas sustentáveis que, além de representarem um ganho enorme no aspecto ambiental, têm impacto direto na redução de custos da Instituição. Com a instalação de placas fotovoltaicas, por exemplo, o valor da conta de energia elétrica teve uma redução de 85% ao mês. Agora a APAE quer investir em um sistema de coleta e reutilização de água da chuva. O projeto estrutural será desenvolvido pelo Escritório Escola de Engenharia Civil da Universidade de Passo Fundo (UPF). A parceria foi afirmada na última terça-feira (23), durante reunião na entidade.

A engenheira ambiental Maria Carolina Rovani, que integra o Conselho Administrativo da APAE, conta que a proposta de reaproveitamento de recursos hídricos surgiu ainda em 2015, mas precisa de atualizações. “A Instituição ampliou sua estrutura, surgiram novos projetos, como a Horta Elevada e o Viveiro de Cidadania, sendo necessários novos cálculos e plantas atuais. Com esse apoio da UPF teremos condições de buscar novos parceiros para implementar o projeto”, explica Maria Carolina. A ideia é reutilizar a água da chuva com finalidade não potável em 45 bacias sanitárias, tanque, máquinas de lavar roupa e torneiras para uso de jardinagem.

O professor Me. Eduardo Brum, que é um dos coordenadores do Escritório Escola, destaca os benefícios da iniciativa: “Temos o ambiental, com a captação do recurso natural para a descarga de bacias sanitárias, e o econômico para a APAE, já que haverá uma diminuição na demanda de água fornecida pela companhia de saneamento e consequente redução dos custos com água potável. Para a UPF temos o benefício educacional e o social. Os alunos colocarão em prática os conteúdos do curso de Engenharia Civil e terão envolvimento com uma entidade que presta um importante papel no atendimento às pessoas com deficiências”, ressalta.

O projeto será desenvolvido pelos acadêmicos João Pedro Martins Bitencourt e Eriky William da Silveira. Eles farão uma visita técnica na próxima semana. Participaram ainda da reunião o engenheiro civil responsável pelo Centro Tecnológico de Engenharia Civil, Ambiental e Arquitetura (Cetec) da UPF, Eduardo Basso, a presidente da APAE, Maria do Carmo Ortolan Grazziotin, a diretora Silvia Portillo e a assistente social Kaliandra Mendes Nunes. 


Gostou? Compartilhe