Frio volta com força na região de Passo Fundo

Chuva congelada e neve podem acontecer nas regiões Norte e Serra do Rio Grande do Sul

Por
· 1 min de leitura
Arquivo/ON Arquivo/ON
Arquivo/ON
Você prefere ouvir essa matéria?


Depois de um fim de semana com temperaturas elevadas, o frio volta com força máxima. Uma frente fria, que já está no Rio Grande do Sul, chega na região de Passo Fundo a partir desta terça-feira (27), provocando declínio acentuado nas temperaturas.

Segundo o analista do laboratório de agrometeorologia da Embrapa Trigo, Aldemir Pasinato, antes da queda da temperatura, uma forte chuva, com volume de 30 milímetros, deve atingir a região norte. Também há possibilidade de temporal com ventos de até 55 km/h.

 

Queda brusca na temperatura

Pasinato esclarece que a queda na temperatura será muito intensa, especialmente após a chuva. Para a noite desta terça-feira, a previsão é de 4ºC. Na quarta e quinta-feira, as mínimas devem ficar abaixo de zero e a máxima de 10ºC.

A partir de sexta-feira (30), as temperaturas começam a subir, com uma variação de 0º C e 15º graus. No sábado (31), a variação vai atingir 5ºC e 18º graus. Para o domingo, a máxima deve ficar nos 20ºC. 

 

Chuva congelada e neve

O analista da Embrapa destaca que, diferentemente do que aconteceu nas outras ondas de frio que atingiram a região desde o início do inverno, esta deverá ser persistente e por um período mais longo, acarretando em geada generalizada. Além disso, ainda nesta semana, o Rio Grande do Sul estará sob a influência de um ciclone extra-tropical, que deverá elevar significativamente a umidade nas regiões Norte e Serra. Essas condições, especialmente na quarta e quinta-feira, que são os dias com as temperaturas mais baixas, trazem a possibilidade de chuva congelada e neve. “Não pode se descartar essa previsão para a região de Passo Fundo, que além disso, terá uma sensação térmica negativa causada principalmente pelo vento”, explicou Pasinato.

 

Histórico de julho

Segundo Pasinato, mesmo com a forte onda de frio, e a chuva desta terça-feira, é importante destacar que a cidade segue com um forte deficit hídrico. O mês de julho deve encerrar com chuvas muito abaixo da média histórica. Os 30 milímetros previstos para esta semana não serão suficientes para amenizar o deficit acumulado.

Ele também comenta que, mesmo com as temperaturas muito baixas nesta semana, dificilmente serão quebrados os recordes históricos de frio. A temperatura mais baixa registrada no mês de julho em Passo Fundo é de -3.8º graus, no ano de 1981. Mais recentemente, 2019, foram registrados cinco dias seguidos com temperaturas muito baixas, com mínimas entre -2.2º C e 2.7º C. A expectativa para essa terceira onda de frio não tenham tantos dias consecutivos com temperaturas tão baixas.


Gostou? Compartilhe