Adolescente confessa homicídio no Parque Recreio

Menor de 17 anos admitiu ter matado Sirlei Machado Saldanha de 59 anos após uma briga em função do consumo de crack

Por
· 1 min de leitura
Você prefere ouvir essa matéria?

O 44ª homicídio do ano em Passo Fundo já foi elucidado pela Equipe Especializada em Homicídios da 1ª Delegacia de Polícia. O acusado de matar Sirlei Machado Saldanha de 59 anos, na madrugada da última quarta-feira (12), na Avenida Cruzeiro do Sul no Parque Recreio é um adolescente de 17 anos que se apresentou na 1ª DP e prestou depoimento na sexta-feira (14).

O adolescente compareceu na delegacia acompanhado da irmã e disse que o motivo do assassinato seria o consumo de drogas. Ele contou que por volta das 21h de terça-feira (11), teria ido até um ponto de tráfico de drogas na Vila Operária para comprar crack, acompanhado de Sirlei e outros dois homens, um adolescente conhecido como Negãozinho e um homem de 33 anos conhecido como Jé, que foi preso na tarde de quinta-feira (13) pela Brigada Militar no bairro Jaboticabal por estar foragido.

Também segundo o acusado, após adquirir a droga, o grupo foi até o local em que o crime ocorreu para consumir o crack. Depois de fumarem toda a droga, o grupo decidiu que havia a necessidade de adquirir mais crack, porém não havia dinheiro. Neste momento, o grupo tentou convencer o acusado a trocar a jaqueta que vestia por mais droga, o que ele teria recusado.

Neste momento os outros três teriam tentado arrancar-lhe as roupas para trocar por droga. Ele afirmou que usou um pedaço de madeira de cerca de um metro de comprimento para se defender e golpeou Sirlei na cabeça.

Após a agressão, o adolescente fugiu. Durante a tarde de sexta-feira o adolescente conhecido como Negãozinho prestou depoimento e seria liberado. O inquérito deverá ser concluído na próxima semana com a conclusão das investigações.

Gostou? Compartilhe