Polícia prende acusado de tráfico com drogas que poderiam gerar R$ 50 mil

Segundo investigação, entorpecentes apreendidos no local seriam distribuídos em pelo menos dez pontos de tráfico de Passo Fundo

Por
· 1 min de leitura
Você prefere ouvir essa matéria?

Um jovem de 22 anos foi preso na manhã desta sexta-feira (2) no bairro Cohab acusado de tráfico de drogas em Passo Fundo.  No local foram apreendidas porções de maconha, cocaína e crack que poderiam gerar R$ 50 mil ao tráfico.

 

As investigações foram conduzidas pela Delegacia de Polícia de Repressão às Ações Criminosas Organizadas (Draco) que há cerca de dois meses monitorava o local.

 

Segundo o delegado responsável, Diogo Ferreira, durante este período não se sabia quem estaria no ponto. O mandado de busca e apreensão foi cumprido com apoio da 2ª Delegacia de Polícia Civil de Passo Fundo.  

 

No interior da residência foram apreendidos 8 tijolos de maconha, pesando 4 kg, 11 porções (prontas para a venda) de maconha, pesando 40 gramas, 1 porção de cocaína, pesando 70 gramas, 3 porções de crack, pesando 79 gramas, rolos de alumínio e plástico para embalar e dividir a droga e uma balança de precisão. Provavelmente as substâncias chegaram a Passo Fundo pela fronteira com o Paraguai, no Paraná, via Foz do Iguaçu.

 

De acordo com a estimativa da polícia, a droga apreendida vendida para os usuários poderia gerar R$ 50 mil ao traficante e seria distribuída durante esta sexta-feira em pelo menos 10 pontos de tráfico de drogas de Passo Fundo.  

 

O acusado já possuía antecedentes pelo mesmo crime.

 

Agora as investigações prosseguem para identificar outros indivíduos vinculados com os crimes.

 

Segundo Ferreira, embora a quantidade de drogas não seja “significativa”, o prejuízo gerado ao tráfico com a prisão e apreensão representa “um baque ao tráfico de drogas”.

 

“É um prejuízo grande para o tráfico porque mais ou menos R$ 50 mil eles lucrariam, no mínimo, com essa droga. Então é um baque no tráfico de drogas e do tráfico é que se eclode quase todos os outros crimes. Porque quanto mais drogas estiverem disponíveis, mas eles [usuários] vão consumir, mais se viciar, e ,a grande maioria, vão cometer crimes, furtos, roubos homicídios para manter o vício. E esses crimes vão fazer crescer a criminalidade. Então tirando droga da rua há uma tendência dos crimes reduzirem também”, defendeu.

Gostou? Compartilhe