MEDICINA & SAÚDE - Técnicas cirúrgicas minimamente invasivas para o tratamento do cisto pilonidal e de fístulas anais

Por
· 1 min de leitura
Você prefere ouvir essa matéria?

O Serviço de Coloproctologia do Hospital de Clínicas de Passo Fundo conta com estrutura hospitalar qualificada e equipe especializada para o tratamento cirúrgico de doenças coloproctológicas. Dois novos procedimentos minimamente invasivos passam a ser realizados na instituição, melhorando a qualidade de vida dos pacientes e qualificando o tratamento oferecido. A equipe responsável por estes procedimentos é composta pelos médicos coloproctologistas José Francisco Parizotto, Miguel Schmitz e Ornella Cassol. 

 

Tratamento endoscópico de cisto pilonidal

O cisto pilonidal é caracterizado por uma inflamação e pode resultar na formação de abscessos, fístulas e necrose. O procedimento tradicional para excisão do cisto é através de uma cirurgia aberta, que demanda, em média, 7 semanas para recuperação do paciente. O tratamento endoscópico é uma técnica inovadora minimamente invasiva, resultando em menor tempo de recuperação após o procedimento e retorno mais rápido do paciente às suas atividades e proporcionando ainda melhor resultado estético.

 

Fistulotomia anal com tratamento endoscópico

Esta técnica permite melhor visualização da área cirúrgica e maior precisão durante o tratamento de fístulas anais complexas e recorrentes, reduzindo os riscos de lesões cirúrgicas e de comprometimento da continência fecal. Enquanto o procedimento tradicional para tratamento da fístula anal é realizado através de cirurgia aberta e requer maior tempo de recuperação, o tratamento endoscópico é uma técnica minimamente invasiva e que apresenta bons resultados e menor período de recuperação.


Gostou? Compartilhe