Rede municipal distribui material pedagógico para alunos com deficiência

Novecentas crianças com deficiência integram o ensino regular da rede municipal

Por
· 2 min de leitura
(Foto: Divulgação)(Foto: Divulgação)
(Foto: Divulgação)

Notamos que você gosta de ler nossas matérias.

Você já leu várias nas últimas horas, para continuar lendo gratuitamente, crie sua conta.

Ter uma Conta ON te da várias vantagens como:

  • Ler matérias sem limite;
  • Marcar matérias como lida;
  • Conteúdo inteligente.
Criar contaAcessar
Você prefere ouvir essa matéria?

As escolas da rede municipal de educação estão distribuindo aos estudantes materiais e atividades que dão suporte às aulas, realizadas em casa desde o mês de março. O apoio também é feito aos alunos com deficiência e que precisam de recursos metodológicos que atendam às suas particularidades.

Novecentas crianças com deficiência integram o ensino regular da rede municipal, de acordo com a coordenadora do Núcleo de Educação Especial da Secretaria de Educação, Simone Krabbe,. "Para atender às demandas específicas dos alunos com deficiência, professores de sala de recursos estão desenvolvendo alternativas diferenciadas, por meio de confecção de materiais concretos que são disponibilizados às famílias, promovendo a continuidade do trabalho pedagógico e proporcionando a complementação da aprendizagem. Vale ressaltar que as atividades domiciliares requerem paciência e dedicação. Por isso, são elaboradas por meio de um planejamento sério e comprometido, proporcionado ao máximo a autonomia do aluno, principalmente, neste momento, onde todos estão em processo de adaptação à nova rotina de atividades escolares", considera.

Os materiais são subsídios práticos aos alunos com deficiência, contribuindo para a sua aprendizagem, interação, participação e desenvolvimento nas atividades propostas. "Dentre eles, estão a confecção de letras móveis, fichas com palavras escritas, jogos pedagógicos e motores, entre tantos outros, que são realizados de acordo com a especificidade da deficiência do aluno, permitindo que o mesmo exercite em casa estas práticas corporais e de escrita, com e sem o auxílio do responsável. Junto a estes materiais, são encaminhados um orientador de como executar a atividade pedagógica, descrito o passo a passo cada atividade", explica

Os pais são orientados a ir até as escolas quando chamados (Foto: Divulgação)

Os pais destacam a importância dessa estratégia e da manutenção do vínculo com as escolas neste momento de distanciamento social. Para Elizabete Ribas da Luz, mãe do Gabriel, que tem autismo e está no quarto ano da Escola Municipal de Ensino Fundamental (Emef) Arlindo Luiz Osório, esse apoio possibilita o progresso do filho em casa. “Nos primeiros dias sem aulas presenciais, ele queria ir e estava agitado. Fomos explicando para ele que não podíamos sair e ele foi aceitando. Ele faz todas as atividades enviadas. Está indo muito bem e se desenvolvendo”, comenta.

Distribuição de materiais

A suspensão das aulas presenciais alterou a rotina dos estudantes e suas famílias. Com a criação de uma plataforma virtual para possibilitar o ensino em casa, as aulas foram retomadas em uma nova dinâmica. Cada escola está trabalhando dentro do perfil da comunidade em que está inserida.

Distribuir materiais e atividades é uma estratégia para dar suporte às famílias. Os recursos encaminhados pelas instituições de educação infantil foram entregues pelos pais no início do ano letivo e também viabilizados pelas escolas com apoio da Secretaria de Educação. Já os alunos do ensino fundamental que não têm acesso à plataforma online onde acontecem as aulas estão recebendo atividades impressas. Todo o conteúdo é alinhado às propostas encaminhadas aos demais estudantes por meio do espaço virtual.

A entrega aos estudantes é organizada pelas próprias escolas, que estão chamando previamente as famílias para a retirada. A Secretaria de Educação reforça a importância de os pais, quando chamados, buscarem os materiais.

A entrega dos materiais é organizada pelas escolas (Foto: Divulgação)


Gostou? Compartilhe