Projeto de extensão da UPF realiza ações em diversos segmentos populacionais

Por
· 1 min de leitura
Equipe realiza diversas atividades, como, por exemplo, a execução de projetos (Fotos: Leonardo Andreoli/UPF)Equipe realiza diversas atividades, como, por exemplo, a execução de projetos (Fotos: Leonardo Andreoli/UPF)
Equipe realiza diversas atividades, como, por exemplo, a execução de projetos (Fotos: Leonardo Andreoli/UPF)
Você prefere ouvir essa matéria?

É com o propósito de fazer parte de um processo onde a Instituição se torne cada vez mais inclusiva e próxima das demandas sociais que foi criado o projeto de extensão COMunidade Engenharia. Vinculado ao curso de Engenharia Civil da Universidade de Passo Fundo (UPF), ele objetiva promover o desenvolvimento sustentável comunitário, a interação entre acadêmicos, docentes e comunidade, aplicar os conhecimentos técnicos dos estudantes e desenvolver suas habilidades sociais por meio de diversas atividades, como diálogos, capacitações, treinamentos e, principalmente, a execução de projetos.

Aprovado no final de 2020 e executado já em 2021, o COMunidade Engenharia é fruto de outros projetos existentes, sendo o principal o Escritório Escola de Engenharia Civil, que existe há mais de 20 anos. No projeto de extensão, há o envolvimento dos cursos de Engenharia Civil, Engenharia Sanitária e Ambiental, Arquitetura e Urbanismo, Ciências da Computação e do Programa de Pós-Graduação em Engenharia Civil e Ambiental (PPGEng).

De acordo com o coordenador, professor Dr. Maciel Donato, partindo de conceitos centrais, como Tecnologias Sociais e Sustentabilidade, o COMunidade Engenharia busca promover ações que atendam segmentos populacionais através do desenvolvimento de produtos de engenharia que visem a inclusão social. “Executamos tarefas por demanda, como o projeto estrutural de coleta e utilização da água da chuva na Apae; um trabalho com a Câmara de Vereadores de Passo Fundo, sobre acessibilidade; um projeto com o Terceiro Regimento de Polícia Montada (3º RPMon) do município, entre outros”, destaca.

Essas ações, assim como o apoio na realização de eventos e na capacitação de acadêmicos de Engenharia, são desenvolvidas por estudantes, sob a supervisão dos professores. “O COMunidade Engenharia ajuda o acadêmico a compreender como funciona um escritório de engenharia, a colocar em prática o que ele aprende em sala de aula e a ter sensibilidade quando for trabalhar com as comunidades atendidas”, relata Donato, mencionando que o público atendido acaba recebendo um projeto, um treinamento e uma oficina de forma gratuita.



Gostou? Compartilhe