Passo Fundo vai receber Festival Cidade Baixa

Projeto mostra, através da música, fotografia e vídeo, o bairro mais boêmio da capital gaúcha

Por
· 2 min de leitura
Você prefere ouvir essa matéria?

O bairro da efervescência cultural de Porto Alegre é o tema do projeto Festival Cidade Baixa – Som e Imagem, que desembarca em Passo Fundo nos dias 29 e 30 de setembro. Financiada pelo Pró-Cultura RS – Secretaria de Estado da Cultura, Turismo e Lazer, do governo do estado, a iniciativa reúne no teatro do Sesc, oficinas, exposição fotográfica, exibição de um curta-metragem e shows musicais. A entrada é gratuita para todas as atividades.

Integrante do Grupo Cidade Baixa, responsável pelo projeto, o compositor Fausto Prado diz que a intenção foi montar um festival para mostrar a movimentação cultural e homenagear alguns personagens tradicionais do bairro, através de diferentes linguagens, como a música, vídeo e fotografia.

“O Cidade Baixa está sempre envolvido em polêmicas, vizinhos reclamando do barulho, mas é, sem dúvida, um bairro histórico de Porto Alegre, com uma grande riqueza cultural” afirma. Contemplado no edital publicado no ano passado, o Festival começou a ser montado em abril deste ano. Além de Passo Fundo, ele vai circular pelas cidades de Carazinho e Erechim.

Em Passo Fundo, todas atividades acontecem no teatro do Sesc. A programação começa na sexta-feira (29/09), a partir das 13h30min, com uma sequência de quatro oficinas. Uma delas será de Musicalização Infantil, direcionada para crianças de 8 a 12 anos. O trabalho será coordenado por Andrei Correa, professor e guitarrista da banda Trem Imperial. Um dos músicos mais requisitados no Rio Grande do Sul, Giovani Berti vai ministrar a oficina de percussão, com pratica de instrumentos e técnicas básicas de ritmo.

Para o público interessado em teatro, o Festival oferece as oficinas “Vicência Musical e Teatral” e “Oficina de Atuação e Interpretação Poética”, a coordenação será dos atores Zé da Terreira e Sirmar Antunes.

A programação segue à noite. Às 19h acontece um coquetel e a abertura da exposição fotográfica do Festival. São 30 imagens, assinadas pelo fotógrafo Marcelo Liotti, retratando a movimentação nas ruas do Cidade Baixa. Logo em seguida, será exibido o curta-metragem produzido exclusivamente para o projeto. “Cidade Baixa, Ontem e Hoje” é uma produção de Fausto Prado e Nunca Filmes. O documentário retrata, através de entrevistas, com escritores, músicos, compositores, donos de bar, a importância cultural do bairro, focando em sua efervescência artística através dos tempos, na cultura negra, e na boemia. A programação do primeiro dia encerra com uma performance do ator Zé da Terreiro.

Sábado – 30/09

A programação termina no sábado à noite, a partir das 20h, com os shows do Grupo Cidade Baixa, Elisa Meneghetti e Trem Imperial, além de uma mostra de vídeos clipes.

Cidade Baixa

Formado em 2002, o Cidade Baixa interpreta as canções dos compositores Fausto Prado e Caetano Silveira. O grupo tem três discos gravados e um DVD. Na bagagem, dois prêmios açorianos, o primeiro deles em 2006, como melhor compositor MPB. Prêmio Projeto Pixinguinha, da Funarte/RJ, em 2009, indicação ao Prêmio Nacional da Música, em 200, além da conquistas de diversos festivais, como o Musicanto, em 2011. Fazem parte do Cidade Baixa os músicos: Alex Alano, Ana Krüger (vocais), Luiz Mauro Filho (teclados), Giovani Berti (percussão), Rafa Marques (bateria), César Moraes (baixo) e Fausto Prado (violão e guitarra).

Gostou? Compartilhe