PC deflagra Operação Margaridas em combate à violência doméstica no Rio Grande do Sul e tem desdobramentos em Passo Fundo

Aproximadamente 180 policiais cumpriram 51 mandados de prisão

Por
· 1 min de leitura
Divulgação/PCDivulgação/PC
Divulgação/PC
Você prefere ouvir essa matéria?

A Polícia Civil deflagrou desta sexta-feira (6) a Operação Margaridas, com o objetivo de combater a violência doméstica e familiar contra a mulher em várias regiões do Rio Grande do Sul.

A operação, desencadeada no mês de agosto - quando que se celebra os 15 anos de publicação da Lei Maria da Penha -, conta com a participação das 23 Delegacias Especializadas no Atendimento à Mulher do RS, além de outras 140 Delegacias de Polícia do estado. A coordenação é da Divisão de Proteção e Atendimento à Mulher (Dipam) da Polícia Civil.

Aproximadamente 180 policiais cumpriram 51 mandados de prisão, 82 mandados de busca e apreensão em 163 cidades. Também estão sendo verificadas 273 disque-denúncias de violência doméstica.

A Chefe de Polícia, delegada Nadine Anflor, destaca que a operação de hoje denota uma realidade diferente de 15 anos atrás. “Amanhã, comemora-se mais um ano da Lei Maria Penha, que possibilitou ações efetivas de enfrentamento à violência doméstica e de proteção às vítimas”. A Chefe de Polícia também esclarece que, “apesar da lei e suas inovações constantes, continuamos contabilizando diariamente mortes de mulheres simplesmente pela questão de gênero”. E reafirma: “a cultura sexista precisa ser enfrentada, não só com a punição dos autores dos crimes, mas também com uma mudança de olhar sobre a violência doméstica”.

Em Passo Fundo foram cumpridos mandados de busca e apreensão, verificadas diversas denúncias de violência doméstica e/ou familiar e fiscalizada medidas protéticas de urgência. A atuação se estendeu pelos Bairros Centro, Parque Farroupilha, Santa Rita, Santa Marta, Nossa Senhora Aparecida, Vila Luiza e Ocupação Bela Vista.

Gostou? Compartilhe