CPI ouve clientes de empresas de telefonia e internet

Durante o encontro, consumidores lesados fizeram seus depoimentos sobre os problemas e dificuldades enfrentados com às operadoras de telecomunicações.

Por
· 1 min de leitura
Relatos serão utilizados para complementar o trabalho de investigação da comissãoRelatos serão utilizados para complementar o trabalho de investigação da comissão
Relatos serão utilizados para complementar o trabalho de investigação da comissão

Notamos que você gosta de ler nossas matérias.

Você já leu várias nas últimas horas, para continuar lendo gratuitamente, crie sua conta.

Ter uma Conta ON te da várias vantagens como:

  • Ler matérias sem limite;
  • Marcar matérias como lida;
  • Conteúdo inteligente.
Criar contaAcessar
Você prefere ouvir essa matéria?

Descaso com o cliente e falta de sinal foram as principais reclamações ouvidas pela Comissão Parlamentar de Inquérito da Telefonia e Internet da Câmara de Vereadores de Passo Fundo, durante reunião realizada na manhã desta terça-feira (03/06). Durante o encontro, consumidores lesados fizeram seus depoimentos sobre os problemas e dificuldades enfrentados com às operadoras de telecomunicações. Os membros da CPI ouviram três pessoas, convidadas a partir de sorteio feito pela listagem de reclamações registradas no Procon da cidade. “Eles simplesmente disseram que não tinham como cumprir com a promoção que eu tinha contratado. O problema com o sinal também é complicado, preciso sair de dentro de casa para efetuar uma ligação”, disse Roan dos Santos Ribeiro, que utiliza os serviços de uma operadora de celular.

“Registrei cobranças indevidas e o preço promocional que me foi vendido não foi cumprido. Além disso, os atendentes são mal educados e eu nunca consegui resolver nada por telefone. Foi a pior experiência que tive com internet”, declarou a ex-cliente de uma empresa de internet, Beatriz Selvão de Almeida. Já o cliente de duas operadoras de telefonia móvel, Ricardo Vieira, disse estar descontente com ambas as empresas. “Tenho vários problemas com as duas operadoras que utilizo, especialmente em relação ao sinal. Além disso, observo uma disparidade absurda entre o valor das ligações de cada uma das operadoras. Enquanto uma cobra vinte e cinco centavos pelo dia de uso, a outra cobra mais de um real por minuto de ligação efetuada”, informou.

Conforme o presidente da CPI, Patric Cavalcanti (DEM), os relatos são importantes para a complementação do trabalho que está sendo realizado pelos parlamentares. “Além do que ouvimos hoje, a Comissão já possui vários relatos de clientes descontentes, disponibilizados pelo Procon e do Balcão do Consumidor. Estes órgãos acabam fazendo o trabalho que seria de responsabilidade do serviço de atendimento destas operadoras. Queremos agilidade no atendimento e qualidade nos serviços prestados”, ressaltou o vereador.

A próxima reunião da Comissão que investiga os problemas dos serviços de telefonia e internet em Passo Fundo acontecerá dentro de quinze dias, quando será dado início ao relatório final da CPI. O documento será encaminhado ao Ministério Público Federal, órgão competente para tomar as providências necessárias, já que a concessão dos serviços de telecomunicações é prestada pela União.

Gostou? Compartilhe