Crescimento com tecnologia e transformação digital

Projeto DNA está em fase avançada de implementação e possibilitará melhor experiência para colaboradores e estudantes

Por
· 2 min de leitura
(Foto: Divulgação)(Foto: Divulgação)
(Foto: Divulgação)

Notamos que você gosta de ler nossas matérias.

Você já leu várias nas últimas horas, para continuar lendo gratuitamente, crie sua conta.

Ter uma Conta ON te da várias vantagens como:

  • Ler matérias sem limite;
  • Marcar matérias como lida;
  • Conteúdo inteligente.
Criar contaAcessar
Você prefere ouvir essa matéria?

Há pouco mais de um ano e meio, um diagnóstico dos sistemas de gestão da Imed apontou a possibilidade de melhorias que possibilitassem ampliação da produtividade dos colaboradores, bem como melhorar as estratégias e os processos da operação e da jornada do aluno.

Assim, surgiu o projeto DNA - que busca atender essas necessidades identificadas, e que é composto por mais de 30 blocos de reestruturação que serão implantados ao longo de 28 meses, atendendo às necessidades acadêmicas e administrativas. “A partir deste projeto, que é estratégico, será possível também a expansão da Imed tanto para novas unidades como para novos negócios. Um dos seus objetivos é diminuir o retrabalho na operação e apuração dos resultados, e fazer uma integração em todas as áreas da empresa, com o intuito de ter mais consistência e transparência”, comenta a Vice-presidente Administrativa da instituição, Marilú Benincá de David.

O projeto DNA vai possibilitar a restruturação da forma de organização de todos os processos internos. “Melhorar os dias de fechamento dos resultados com o processo que é muito mais automatizado, certamente, é uma das principais vantagens. Além disso, nos possibilita ter ainda mais transparência e segurança nas informações”, acrescenta Marilú. 

A conclusão dessa reestruturação está prevista para ocorrer no final do ano que vem. “Temos uma grande expectativa com relação a aceleração dos processos, pois contribui tanto para a operação do setor financeiro, do Gestão de Pessoas, do RH, da Central de Atendimento quanto na jornada do aluno, que terá mais possibilidades de negociação com a instituição, protocolos mais automatizados e, futuramente, a discussão de um novo Portal do Aluno que contará também com matrícula online. Então, o que as pessoas podem esperar, tanto alunos como colaboradores, é que vamos entregar tecnologia para acelerar os nossos processos”, declara o Gerente de Centro de Serviços Compartilhados da Imed, Gabriel Prestes.

O projeto está sendo executado em parceria com a empresa mineira Decodificar, que possui foco em consultoria empresarial e soluções tecnológicas. Há seis anos ela atua no segmento educacional, estabelecendo parcerias com grandes players do mercado.

“Apoiamos clientes em busca de eficiência operacional, automação de processos de negócios e inteligência corporativa. Apoiar a Imed em seu crescimento e amadurecimento nos ciclos de gestão, processos e sistemas, tem sido nossa missão incessante, além de um grande privilégio para nosso time”, relata o CEO da Decodificar, Ricardi Fernandes.

O projeto DNA potencializa outros projetos estratégicos de inovação propostos pela Imed e que estão alinhados às práticas de mercado. Além disso, a ação demonstra que assim como o DNA humano é único, é considerado a base de todas as características dos seres vivos, a Imed também é assim. A Instituição é marcada por características únicas que permite desempenhar papel fundamental em diversas transformações que impulsionam a evolução da educação.  


Gostou? Compartilhe