Curso de Design de Moda da UPF entrega mais de 650 peças têxteis a entidades assistenciais

Produtos foram confeccionados durante as aulas práticas, por meio do projeto “Moda com Propósito: Costura Solidária”

Por
· 1 min de leitura
Peças foram entregues às entidades durante um seminário realizado na sexta-feira (24) (Foto: Divulgação/UPF)Peças foram entregues às entidades durante um seminário realizado na sexta-feira (24) (Foto: Divulgação/UPF)
Peças foram entregues às entidades durante um seminário realizado na sexta-feira (24) (Foto: Divulgação/UPF)
Você prefere ouvir essa matéria?

Acadêmicos do curso de Design de Moda da Universidade de Passo Fundo (UPF) realizaram, na sexta-feira (24), a entrega de cerca de 650 peças têxteis às entidades assistenciais beneficiadas pelo projeto “Moda com Propósito: Costura Solidária”. As peças foram confeccionadas ao longo do semestre nas aulas práticas do curso e entregues durante um seminário que contou com a apresentação dos trabalhos realizados pelos estudantes.

A ideia da iniciativa surgiu com o retorno das aulas práticas presenciais e partiu de um novo conceito produtivo do mundo da moda. “O termo moda com propósito sustenta a ideia de que moda é o ato de se vestir, se proteger, gerar trabalho e renda, é necessidade básica e não um símbolo de status ou glamour. Desta forma, o curso de Design de Moda da UPF desenvolveu, neste semestre, a produção de peças têxteis que são necessidade em entidades assistenciais”, explica a coordenadora do curso, professora Me. Dulcicléia Antunes. 

Uma das entidades beneficiadas é a Casa Vita, de Passo Fundo, que há mais de 19 anos acolhe pessoas que buscam atendimento para tratar a dependência química. A entidade recebeu mais de 40 jalecos com tecidos resistentes que serão utilizados no trabalho de horta e jardim. “Para nós foi uma satisfação receber e participar desse projeto da UPF, onde recebemos várias peças que serão muito importantes no dia a dia destas pessoas que estão internadas e que fazem atividades ocupacionais todos os dias”, ressalta o presidente da Casa Vita, Iberê D’Avila Alves.

No total, foram confeccionadas mais de 650 peças, entre roupas de cama, máscaras, jalecos e peças de vestuário. As entidades beneficiadas são o Lar da Vovó, a Assistência Social Arquidiocesana Leão XIII, o Centro de Referência de Atendimento à Mulher (Cram), a Casa Vita e a Casa de Acolhimento Construindo Igualdade. O projeto contou com a parceria de empresas que doaram materiais como tecidos e elásticos para a confecção das peças.

Gostou? Compartilhe