Vacinação de trabalhadores da educação começa amanhã (25) em Passo Fundo

Doses da Pfizer serão utilizadas para a vacinação de novos grupo prioritários

Por
· 2 min de leitura
Vacinação será no CTG Lalau Miranda (Foto: Divulgação/PMPF)Vacinação será no CTG Lalau Miranda (Foto: Divulgação/PMPF)
Vacinação será no CTG Lalau Miranda (Foto: Divulgação/PMPF)
Você prefere ouvir essa matéria?

A vacinação dos trabalhadores da educação terá início nesta terça-feira (25) em Passo Fundo. Poderão receber a primeira dose da vacina da Pfizer os profissionais que atuam na Educação Infantil de escolas públicas e privadas.

A estimativa é que aproximadamente 900 profissionais da Educação Infantil sejam vacinados, sendo 420 da rede municipal e o restante da rede privada. Poderão receber a vacina todos os que atuam nas escolas situadas em Passo Fundo, mediante a apresentação de uma declaração da instituição de ensino, que ficará retida, além da documentação de praxe: documento de identificação com foto e CPF ou cartão SUS.

A Secretaria de Educação entrou em contato com as escolas privadas para que elas encaminhem uma lista dos profissionais que serão vacinados, com dados pessoais e definição da função que exercem. “Já recebemos a relação de algumas e aguardamos das demais. A lista é necessária para que tenhamos um controle de quantas pessoas precisarão ser vacinadas”, afirma o coordenador pedagógico, Leocir Thomé.

"Na semana passada, os municípios gaúchos que atingiram a cobertura prevista para as pessoas com comorbidades com mais de 39 anos foram autorizados a avançar para demais grupos, incluindo os professores. Passo Fundo vacinou além dessa faixa etária, já chegando nas pessoas com comorbidades com mais de 18 anos, a idade mínima de vacinação. Nós nos preparamos para receber a Pfizer e ficamos felizes por dar esse passo importante e essencial”, disse o prefeito Pedro Almeida.

Demais grupos que serão vacinados

A vacinação dos trabalhadores da educação, gestantes e puérperas e pessoas com comorbidades será realizada nesta terça-feira (25), no CTG Lalau Miranda, das 8h às 16h. Não haverá sistema drive-thru, com vacinação no carro. Portanto, as vacinas serão aplicadas somente no interior da unidade.


Além de documento de identificação com foto, CPF ou cartão SUS e comprovante de residência, gestantes e puérperas deverão apresentar autorização médica, que ficará retida. Gestantes também terão de portar a carteirinha de acompanhamento da gestação e as puérperas a certidão de nascimento do filho.

Junto ao documento de identificação com foto, CPF ou cartão SUS e comprovante de residência, as pessoas com comorbidades, também incluídas as com deficiência permanente sem cadastro no Benefício de Prestação Continuada (BPB), deverão apresentar atestado médico ou receitas atualizadas de medicamentos de uso contínuo.

Conforme explica a secretária de Saúde, Cristine Pilati, a vacinação das pessoas privadas de liberdade será organizada junto com a direção do Presídio Regional de Passo Fundo. “Segundo o levantamento recebido pela Secretaria, há 804 pessoas para serem vacinadas. No entanto, a vacinação dessa população ocorre de forma mais lenta e estimamos que sejam aplicadas cerca de 50 doses ao longo da semana. Por isso, a vacinação desse grupo será executada de forma diferente, atendendo a uma demanda específica do presídio”, explica.

Neste período, também serão vacinadas com doses remanescentes da AstraZeneca pessoas em situação de rua. Esse processo terá acompanhamento da Secretaria de Cidadania e Assistência Social (Semcas) e contará com uma equipe volante de vacinadores.

Gostou? Compartilhe