Colaboradores da Cotrisoja doam sangue na Hemoterapia do HSVP

Por
· 1 min de leitura
Cristiano Scher realizou doação automatizada de plaquetas (Foto: Assessoria de Imprensa HSVP/Scheila Zang)Cristiano Scher realizou doação automatizada de plaquetas (Foto: Assessoria de Imprensa HSVP/Scheila Zang)
Cristiano Scher realizou doação automatizada de plaquetas (Foto: Assessoria de Imprensa HSVP/Scheila Zang)
Você prefere ouvir essa matéria?

Cooperar é atuar junto com outras pessoas para um mesmo fim. Doar sangue também é cooperar para a mesma finalidade: salvar vidas. Os colaboradores da Cotrisoja sabem muito bem o significado de cooperar, e, mais que isso, sabem o valor e a importância de colocar a cooperação na prática, tanto no trabalho quanto na solidariedade. Na última semana, os colaboradores da empresa foram até o Serviço de Hemoterapia do Hospital São Vicente de Paulo (HSVP), de Passo Fundo, cada dia um grupo diferente, para realizar a doação de sangue.

Para o presidente da Cotrisoja, Cristiano Scher, que realizou a doação automatizada de plaquetas, a doação de sangue é um programa que vem sendo incentivado há vários anos na empresa, junto aos funcionários, associados e parceiros. "É um ato de gratidão e compaixão que ajuda muita gente. É uma necessidade diária que o Serviço de Hemoterapia tem, e nós da Cooperativa podemos ajudar", ressalta. Scher também destaca que a ação é uma comemoração ao Dia Internacional do Cooperativismo, também conhecido como Dia C, o Dia de Cooperar, que ocorreu através do incentivo à doação de sangue, estabelecendo uma semana para a realização de doações. "Eu reforçava internamente na Cooperativa que todo dia é dia de cooperar, e a melhor ação para mostrar isso é fazendo uma doação de sangue".

Scher conta que os primeiros grupos que vinham até a Hemoterapia eram apenas funcionários e atualmente muitas pessoas da comunidade e região vem junto. "Quando a empresa disponibiliza transporte, o pessoal se inscreve e logo as turmas estão completas", pontua.

Para Scher, nunca sabemos quando iremos precisar, por isso é bom poder colaborar de alguma forma. "Que essa atitude sirva de incentivo e talvez que outras empresas também adotem isso como uma prática normal do seu dia a dia", afirma.


Gostou? Compartilhe